Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Propinoduto da Petrobras é R$ bilionário!

Segundo notícias divulgadas no Valor Econômico de 13/2/2013, os funcionários da Petrobras teriam recebido propinas de US$ 139 milhões, equivalente a R$ 335 milhões em valores de ontem, da holandesa SDM, pela locação de plataformas de petróleo.  Vale citar que as investigações estão sendo feitas, entre eles, pelo Departamento de Justiça dos EEUU.

As investigações, via de regra são de fora.  Vejam os casos das empresas Siemens e Alstom que teriam pagos propinas aos altos funcionários do Metropolitano de São Paulo.  Não tão longe do assunto Petrobras, vamos rememorar o episódio da refinaria Pasadena que virou notícias na imprensa, por conta da demanda judicial envolvendo participação da Petrobras.  Lembrando também que a desastrada compra causou prejuízo à Companhia em valor local cerca de US$ 1 bilhão ou equivalente a R$ 2,40 bilhões.  

Isto é apenas a ponta de visível do propinoduto da Petrobras.  As operações de venda de ativos no exterior, no valor declarado pela própria Companhia em US$ 14,9 bilhões, vem sendo executado, sem nenhuma transparência.  O montante equivale a bagatela de R$ 35,7 bilhões, na cotação de ontem.  Os argumentos da Petrobras, de que as vendas obedecem leis locais, fogem as regras das leis brasileiras sobretudo de licitações.  Nem tão pouco, a Companhia, obedece as regras de boa governança corporativa, conforme manda as regras do CVM.  

Eu mesmo fiz várias denúncias sobre as vendas de ativos, contabilizados em US$ 14,9 bilhões, sem devida observância legal e muito menos a prática de regras básicas de uma administração de uma Companhia de capital aberto.  Lembrando que a Petrobras é uma Companhia de capital aberto com controle acionário da União. Não é uma empresa de 1 dono só, que decide o que bem entender, sem ter que dar mínima satisfação ao público, apenas ao fisco.  

A Petrobras vem sendo tratado como se particular fosse das pessoas físicas da Graça Foster, Guido Mantega e da Dilma Rousseff.  Não me lembro de tê-los dado poderes totais, absolutos, para fazer transações R$ bilionárias, sem ao mínimo observar o mínimo requisito da transparência. Nem tão pouco o Congresso Nacional outorgou tais prerrogativas.  Diante das evidências apontadas em transações menores, corriqueiras, da Petrobras, posso concluir, sem medo de errar que as personagens citadas tem envolvimento com propinas R$ bilionárias.  

A queda do valor patrimonial na BMFBovespa reflete exatamente o temor dos acionistas minoritários da conduta não ilibada dos administradores da Petrobras e dos dirigentes máximos da República.

Donde se conclui que o propinoduto da Petrobras é R$ bilionário!

Está com a palavra, as personagens citadas.  

Ossami Sakamori
@SakaSakamori



2 comentários:

  1. rsrsrs
    Ainda bem que a dilminha jamais viria aqui bostejar suas mentiras imundas!
    Abração, Saka! Não pare nunca seu trabalho tão importante para nosso país!!

    ResponderExcluir
  2. Ao Amigo!
    Dia deste, estive conversando com um amigo servidor da PETROBRAS, muito diferente de seus amigos Petroleiros ele esta indignado com o rombo causado por este Governo onde segundo ele "Servidores da própria companhia estaria se revezando em um esquema de horas extra na plataforma que fica no Rio de Janeiro" ainda afirma que devido aos pagamento dentro do esquema servidores se revezam faltando ao trabalho para gerar horas extras para uns aos outros ou seja hoje sou eu quem falta e amanhã e vc. Então pergunto: Cadê os gestores para fiscalizar essa "maracutaia"?????

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.