Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Socialismo é a filosofia do fracasso! por gal. Paulo Chagas.

Antes de ler o pronunciamento do general do Exército, proferido aos seus comandados, que na íntegra, publico, coloco minha posição pessoal, sobre função do Exército brasileiro.  

O Exército tem sua função, claramente, prevista na Constituição de 1988, sendo assim cabe ao Exército, tanto quanto a todos civis, cumprir as determinações legais da nossa Carta Magna.

Discordo de muitos que advogam o retorno do regime militar.  Sou total e absolutamente, contrário à ideia da volta das Forças Armadas, a ocupar Poder Executivo, por mais necessário que pareça estar a exigir.  Nunca mais, quero a volta do regime militar! Nunca mais quero a volta de 1964/1984, triste episódio para história brasileira.  

Nunca mais, nunca mais mesmo!  Não quero a volta do regime militar ou ditadura militar no nosso País, qualquer que seja motivo, a não ser para "dever constitucional e aos interesses daqueles de onde, legitima e legalmente, demanda o poder" como disse o General Paulo Chagas.  Palavras equilibradas do general.  Por este motivo, a transcrição da mensagem dele aos seus comandados.  

Por General Paulo Chagas
em 29/JULHO/2.013 

Caros Amigos.

A chegada do PT ao poder e os dez anos de sua permanência na direção do País criaram, além do caos social, moral e econômico, a incerteza quanto ao futuro das instituições republicanas, uma vez que o partido não deixa de alimentar a intenção de transformar o Brasil numa República Socialista Bolivariana. 

A reação recente da sociedade nas ruas, em que pese o "show da guerrilha urbana" que tenta desvirtuá-la, mostra que o povo deu-se conta dos males que representam para seu futuro o aparelhamento do Estado, do primeiro ao último escalão; o domínio completo do aparato sindical; a concentração de meios, a logística, o treinamento, o dispositivo e o incentivo dados às ações e pretensões dos chamados “movimentos sociais”; a concentração de recursos financeiros, visíveis e invisíveis, nas mãos dos “corruPTos”; a cada vez mais evidente ligação do “ParTido” com o crime organizado; e a coordenação e o controle exercidos pelo Foro de São Paulo sobre os horizontes de seus associados.

Todo este potencial reunido nos induz a considerar a possibilidade e a probabilidade de que grandes tumultos, demonstrações de força, quebra-quebras, greves ilegais e tudo o mais que compõe o repertório destrutivo da esquerda radical venham a ocorrer, se as pesquisas de opinião indicarem com clareza a derrota de Dilma no processo de reeleição. 

O primeiro objetivo do tumulto será inviabilizar o pleito e o segundo será fazer crer aos desavisados e aterrorizados cidadãos de bem que a situação da ordem pública e a "pacificação nacional" dependem da permanência dela e dos corruPTos no poder!

Por imposição do partido, com o aplauso dos parceiros do Foro de São Paulo e com o apoio dos eternos oportunistas, no Congresso e fora dele, e dos “intelectuais orgânicos”, sempre a serviço da enganação, "as eleições serão adiadas até que haja clima favorável e seguro para realizá-las"! Esta conjectura, com certeza, alimenta as mentes insanas dos canalhas que, inebriados pela exacerbação da ambição e pela subestimação da tolerância do povo, imaginam ser possível, desta forma, a instalação definitiva da "ditadura do proletariado" em Terras de Santa Cruz! 

Tratam-se apenas de conjecturas, apocalípticas, é verdade, mas acreditar que haja qualquer tipo de honestidade nos propósitos dos homens e mulheres que integram e apoiam o atual governo, dentro e fora do País, é, também, fugir da realidade.

Seja como for, vale o alerta e fica a imagem como válida também para depois do pleito, pois, se derrotados e contrariados em seus anseios, venderão caro a estabilidade e a governabilidade, como fizeram no Rio Grande do Sul durante a administração de Yeda Crusius. 

Por outro lado, caso sejam ainda vencedores, premidos pelo tempo e pela caótica situação produzida por sua incompetência e reconhecida vilania, tentarão, agravando a desordem e o desmando, consolidar as condições objetivas e, com elas, introduzir a componente subjetiva do golpe. 

Em todos os casos, imaginam que a circunstância adversa e a “disciplina” das Forças Armadas farão com que elas, para evitar uma guerra civil, aceitem e respaldem a "solução da casa", ou, no mínimo, que se omitam diante do golpe. Ledo devaneio! 

Conhecendo e confiando em meus comandados, sugiro aos que alimentam tais esperanças que façam uma melhor e mais realista do comprometimento das FFAA, porquanto, caso decidam pela quebra das estruturas legais da república, as encontrarão aliadas, como sempre, à democracia, ao seu dever constitucional e aos interesses daqueles de onde, legitima e legalmente, demanda o poder. Em nome deles, elas lhes negarão respaldo e, mais uma vez, frustrarão a traição!


Que Deus nos proteja como protegeu o Papa Francisco durante sua estada no Brasil e que estas "conjecturas" não ultrapassemos limites da presunção! "O socialismo é o evangelho da inveja, o credo da ignorância e da filosofia do fracasso."

Paulo Chagas
General do Exército 





6 comentários:

  1. Não sou contra, se for em caráter temporário, como era para ter sido em 1964.

    ResponderExcluir
  2. Também não sou contrário. É a última linha de defesa da democracia.
    Se nosso povo fosse mais politizado e mais envolvido com a política, certamente não estaríamos nessa situação.
    Mas, "eles" conseguiram! Conseguiram fazer com que o trabalhador empenhe suas forças na sobrevivência e na honra aos compromissos mensais. Que força lhe resta para participar da política?
    Sinceramente espero que não cheguemos ao ponto de convocar as forças armadas. Espero, de coração, que os próximos governantes demonstrem soluções.
    Mas, pelo quadro de candidatos que se apresentam, não me animou em nada.

    ResponderExcluir
  3. Meu nobre Sakamori:
    O alerta é claro e inúmeras vezes objeto de meus comentários !
    Não se confunda hierarquia com covardia !
    Não se confunda disciplina com concordancia!
    São e serão sempre os guardiães da Carta Magna !
    Os compromissados com a Nação, com sua história, com seus valores, com sua proteção, é lógico que como eu, estão preocupados com o rumo que o país vai sendo levado !
    Temos amargado a mesmice nas eleições pós 88, um quadro de espertos e despreparados para o exercício da Presidência da República, onde o motivo maior de suas candidaturas não são oovo e o país, mas sim, o usufruto do poder e viabilização de seus instintos menores da fortuna pessoal!
    O quadro político hoje é inúmeras vezes pior que em 64, pois busca-se a implantação de uma ditadura do ploretariado aos moldes feito pelo calhorda do Fidel Castro em Cuba, amealhada pela pior vertente, da corrupção desenfreada e justificada ,como ontem defendida por um jovem, a da DEMOCRACIA SOCIAL !
    Tenho sérias dúvidas dos reais motivos da distribuição de geladeiras, fogões, bolsas, etc, efetuado nos dias atuais! O que está escondido nessas açòes benevolentes? Qual o critêrio de eleger este ou aquele produto para doações? Enfim, tudo, absolutamente tudo que fazem nas doações da Democracia Social, me cheira muito mal!
    A temporosidade da Contra Revolução de 64, infelizmente foi maculada pelo interesse também depoder esuas comsequências de Yolanda Costa e Silva, que convulsionou o Estado Maior de entáo, com os protestos deCastelo Branco e todos que encejaram a ContraRevolução de 31 de Março de 1964!
    Nos 24 anos de sua duração, construimos a infraestrutura deste pais maravilhoso, e de Costa Cavalcante que fez a Usina de Itaipú, ao querido italiano, o velho Mario David Andreazza que executou todas as megas obras deste país , de Norte ao Sul e de Leste ao Oeste, morreram pobres, e nos dias de hoje, seus dependentes não circulam pelo jet-set da nossa hipócrita sociedade ! Diferíamos dos atuais, tínhamos compromisso, como ainda hoje temos, com o nosso querido Brasil!
    Quqnto ao tópico político, tinhamos Governo e Oposição, e nossos oposicionistas eram do nível de José Richa, Miguel Arraes, Chico Pinto, Alencar Furtado, Leonel Brizolla, e todos eram violentíssimos contra ! Diferiam dos atuais ocupantesdo poder, pois possuiam doutrina, ideal, e eram decentes, éticos, e honestos entre outras coisas !
    Qual o quadro que nos espera para eleições deste ano ?
    O PSDB, que poderia vir a iniciar essa mudança, está amarrado com os interesses de FHC, e assim, Beto Richa, Artur Virgílio e Alvaro Dias , que poderiam mudar o atual quqdro de pretendentes, estão alijados da postulância por obra e graça do infiltrado do PT, o professor de Deus, FHC !
    Portanto, meus caros, encerro este despretencioso comentário, como membro da defesa dos valores deste país, quehojeé intitulado de direita, muito feliz, pois percebo que a pregação não está sendo feita ao deserto !
    Que os bradosformulados nesta planície já posssuem hoje, quem verbere pela pátria com farda, e, esperemos no Pai que está lá no Céu, possa ajudar este país passar por essa dolorosa prova ! AMO MEU PAÍS, AMO MINHA GENTE! POR ÊLES DOU MINHA VIDA!
    Brasil Acima deTudo !
    MARKITO DE SOUZA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado amigo e companheiro de luta!

      Realmente, o quadro é infinitamente pior do que 1964, o ano da tomada do poder pelos militares, contra os mesmos inimigos de hoje. Porém em situação pior, porque aqueles de ontem estão no poder.
      Entendi bem a fala do general Paulo Chagas. Ele, de maneira nenhuma, falou em tomada do poder. Mas diz em restabelecer ordem. É assim que entendi e assim que estou repassando a mensagem do general.

      Nunca duvidei de você ou do próprio general do pensamento e do propósito. Nós todos queremos um Brasil, com Ordem e Progresso. Por vezes, é necessário fazer uma rápida cirurgia para restabelecer o espírito da Carta Magna.

      Parabéns pelo seu pronunciamento.

      Abs!

      Ossami Sakamori

      Excluir
    2. Temo um confronto entre brasileiros. As FFAA estão esperando demais para agir, com isso o PT já aliciou muitos jovens e adultos e se houver uma intervenção, os governantes usarão esses aliciados para combater as FFAA e forças auxiliares. Sem contar que as Farcs, Hezbollah(atuam na Venezuela) já estão por aquí e o exército de Cuba, também, podem ajudar o PT e aliados.

      Excluir
  4. Sou contra qualquer tipo de liderança imposta ou totalitária. Seja de esquerda, direita; civil ou militar. Mas, estamos em uma situação tão caótica que, nos vemos compelidos à convocar as FFAA. Pois, a desordem governamental e tirana que nos encontramos, faz com que estes que estão no Poder,sejam os inimigos da Nação. E, para se combater a este vilão, só temos as FFAA - felizmente ou infelizmente. Pessoas de bem se encontram numa sinuca de bico: ou cedemos ao imperialismo capitalista ou à tirania comunista. C'est la meme chose. Se correr o bicho pega; se ficar, o bicho come.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.