Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 20 de março de 2014

Caso Petrobras. DILMA sabia da roubalheira de R$ 2,35 Bilhões!

Reprodução da matéria postada por este blog em 27 de fevereiro de 2013, portanto há mais de 1 ano.  Propositadamente, não mexi uma vírgula, nem excluí trechos, porque o assunto é tão atual que está nos noticiários, com insistência.  Diga-se de passagem, um tanto defasado como notícias de grande mídia.  Façamos justiça, o Estadão  noticiou o fato, com destaque, há 1 ano, donde extraí dados para a matéria.  O Congresso Nacional, embora tardiamente, colocou na pauta a discussão sobre o tema.  
Veja a reprodução da matéria minha, na íntegra.

O caso é de polícia, no meu entender.  Prejuízo de US$ 1 bilhão, grosso modo RS$ 2 bilhões, é que os dirigentes da Petrobras causaram ao patrimônio público.  À época do maracutaia, o presidente da Petrobras era o Sérgio Gabrielli e presidente do Conselho de Administração, atual presidente da Republica, Dilma Rousseff.  Leiam a reportagem e comentário que segue.



O Ministério Público apresentou ao Tribunal de Contas da União (TCU) representação contra a Petrobrás sobre a compra da refinaria de Pasadena, no Texas, em 2006. O Estado apurou que o prejuízo da companhia pode ser de cerca de US$ 1 bilhão. A presidente Dilma Rousseff presidia o Conselho de Administração da Petrobrás na época da aquisição.  Fonte: Estadão.

O processo foi motivado por reportagem do Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, de julho de 2012, mostrando que a refinaria foi adquirida em 2005 pela Astra/Transcor, uma trading belga da área de energia, por US$ 42,5 milhões. A mesma unidade foi vendida à Petrobrás no ano seguinte, em duas etapas, por US$ 1,18 bilhão, embora valha cerca de dez vezes menos. Fonte: Estadão.

A refinaria é um dos ativos que a Petrobrás pretendia vender no exterior de forma a angariar recursos para o pré-sal brasileiro. A venda está temporariamente suspensa. No balanço do quarto trimestre, a Petrobrás lançou uma baixa contábil de R$ 464 milhões referente à refinaria, portanto valor que já reconhece como perdido. Fonte: Estadão.

Comentário.

Se o País fosse sério, as investigações não estariam correndo no TCU, mas no STF.  Tudo isso é manobra para ganhar tempo.  Enrolar para o fato criminoso prescrever.  É a velha tática utilizada pela dupla Lula/Dilma, para verem-se livre das condenações.  Quanto mais tempo demorar, a condenação é incerta.  No caso em aprêço, tem os digitais das pessoas envolvidas, o Sérgio Gabrielli e Dilma Rousseff, porque ambos homologaram a operação fraudelunta.  



O caso aqui, não é de incompetência, mas de roubalheira explícita. Roubalheira aprovada pelos Sérgio Gabrielli e Dilma Rousseff.  Não adianta querer jogar a culpa nos subalternos.  Não adianta, também, justificarem-se de que "nada sabia", porque os processos com volume financeiro tão elevado, passam não só pelo crivo e autorização formal, mas também, com certeza, a operação que causou o rombo de RS$ 2 bilhões, tivera autorização informal, antes da concretização do negócio.

Dizer que dentro do prejuízo de R$ 2 bilhões não houve roubalheira é, de no mínimo,  considerar o povo brasileiro de "ignorante", "lobotomizado", sem nenhuma capacidade de pensar.  Só falta a presidente Dilma vir ao público e dizer que "nada sabia" das maracutaias que resultou no maior "roubo" da história deste País.

O presidente da Alemanha, caiu pela origem inexplicada de US$ 1 milhão.  O presidente Nicolas Sarkozy da França teve sua residência e escritório devassada pela polícia francesa, pelo eventual recebimento de US$ 1 milhão, via Caixa 2, da dona de uma indústria de perfumes.  E nós estamos falando de R$ 2 bilhões e nada acontece!  Dentro deste contexto, sou obrigado a engolir a famosa frase do Charles De Gaule de que o "Brasil não é país sério".  Fazer o que!  O Brasil não é mesmo país sério!

Dilma sabia da roubalheira de R$ 2 bilhões da Petrobras, isto é fato.

PS: O assunto é grave. O tamanho da roubalheira é grande, o valor corrigido, hoje, equivale a R$ 2,35 bilhões.  O caso pode levar a presidente Dilma ao "impeachment", em querendo o Congresso Nacional.  Uai, o Collor não caiu por um Elba que comprou com a sobra de dinheiro da campanha?  

Ossami Sakamori
@SakaBrasil2 
@SakaSakamori  

 

7 comentários:

  1. Parabéns pela sua visão e percepção dos fatos, seu comentário é super atual, apesar de ser escrito ha um ano atras. AMIGO SAKA vc me surpreende cd dia mais pela sua inteligencia, me faz sentir igual cachorro que cai da mudança , ou que corre desesperado atras do carro, e agora fazer o que???

    ResponderExcluir
  2. Para qualquer lado que se investigue , existe falcatruas em td neste governo , relembre tds casos, precisamos nos organizar senão nada acontece e continuam nos roubando descaradamente.

    ResponderExcluir
  3. Boa Saka!
    E se não há o que esconder, não há motivo para tentar barrar investigações.

    ResponderExcluir
  4. Esta é a típica negociata lulista. Dilma assinou porque êle autorizou. Como nosso povo aprovou a justificativa dele assinar um Decreto de Direitos Humanos sem Ler , vale para tudo mais. O STF com "6 amigos do Rei" votando no cabresto, com os saberes jurídicos engavetados, um deles sem saber nenhum, a roubalheira institucionaliza-se. O " Hitler Tropical" amado, pelo povo vai comandar a reeleição de Dilma e dos postes que lhe aprouver. Assinar sem Ler e pagar sem Saber é a nova ordem de competencia da gestão petista no processo de impplantação do Plano da Patria Bolivariano.

    ResponderExcluir
  5. No Brasil, a política é feita e pautada por quem está no poder. A política pertence a quem está no poder. Ao povo cabe apenas homologar, com o voto, os abusos dos que chegam ao poder. Aqui, política não é uma prática diária, praticada por todos, incluindo, nós, povo.

    O STF, apesar dos esforços do Joaquim Barbosa, come na mão do PT. A mídia, empresários e grandes partido também se resignam ao poder de Dilma. O processo vai prescrever, assim como não anda o processo da Rede Globo, que deve uma fortuna ao fisco e não paga porque ninguém cobra... Quem te o poder, no caso do PT ou a influência, no caso da Globo, sai impune.

    Sim, este caso cabe um "impeachment", a melhor maneira de destituir um governo corrupto. E não um estúpida "Marcha pela família", que quer a ditadura de volta. Vamos derrubar o governo pela democracia. O resto é histeria de gente oportunista, seja ela de direita ou de esquerda.

    ResponderExcluir
  6. Sakamori San :

    A sociedade que pertencemos hoje no Brasil implodirá por absoluta falta de sustentação nos valores que a sustenta!
    Os miseráveis e ignorantes, ou seja, a grande maioria deste país é que está em maioria e assim, nós só poderemos observar essa ecatombe !
    Como você, estou revoltado , e impotente!
    Temos pregado no deserto !
    Quanto a este ou aquele ser venal, ahhhh! que saudade dos velhos tempos!
    Tempo que no Congresso existia homens sérios!
    Temos hoje um Covil na contra-mão da sociedade!
    Este país esqueceu até como indignar-se !
    Tudo que aprendemos como certo, meu amigo, está absolutamente errado nos dias atuais!
    Estou enojado e sem vontade de externar nossos valores!
    Paguemos nossos pecados !
    Te admiro muito, e como vê, hoje estou para poucas palavras!
    Aguardemos que alguma intervenção celestial ocorra, pois, somente assim consegiremos sair dessa camisa de força!
    Abraços respeitosos e desculpas pelo desânimo !
    Seu amigo ,
    MARKITO DE SOUZA

    ResponderExcluir
  7. Desses R$ 2,35 Bilhões, quantas centenas de milhões foram para seu bolso? Ou ela fechava os olhos?

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.