Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Dilma, inflação não se domina no gogó!

Fiz um pequeno estudo empírico para entender melhor o que está acontecendo com o fenômeno da inflação, sobretudo nos últimos meses, apesar do esforço (sic) enorme do governo Dilma em contê-la.  Esforço, vírgula, porque não está fazendo esforço nenhum para conter a inflação. Vejam os meus argumentos.


O governo Lula pegou o Brasil com o PIB, em reais, de R$ 1,51 trilhão.  Hoje, o PIB brasileiro é de R$ 4,8 trilhões, apesar de o crescimento nestes últimos 11 anos do governo não ter passado de 25%.  O que é real é o crescimento de 25%, grosso modo, nestes últimos 11 anos. 

Na realidade, o que houve foi a emissão de moeda. O governo do PT, emitiu muita moeda, seja em forma de espécie ou em forma de títulos do Tesouro, que tem liquidez imediato, mesmo os títulos de longo prazo.  Mesmo você sendo leigo, vai entender onde quero chegar.

Quanto Lula pegou o governo, a Dívida Pública Federal líquida estava em R$ 623 bilhões.  Hoje, a Dívida Pública Federal está em R$ 2.240 bilhões, ou seja aumentou dinheiro em circulação cerca de R$ 1,627 trilhão a mais.  Isto significa que o governo emitiu R$ 1,627 trilhão em moeda escritural.  


Os governos Lula pegou o governo com o endividamento da população em R$ 390 bilhões.  Hoje, o endividamento da população está além de R$ 2.700 bilhões, ou seja os governos Lula e Dilma despejaram créditos fáceis e baratos em mais de R$ 2,310 trilhões nos últimos 11 anos.  

Somado emissão de títulos adicionais do Tesouro mais o endividamento adicional da população, o dinheiro em circulação hoje, em relação ao início do governo Lula é de espantoso R$ 3,937 trilhões.  Isto para o PIB de R$ 4,8 trilhões, faz muita diferença.

  
Inflação é um bicho sem vergonha.  A inflação é causa quando há aumento de oferta de dinheiro em circulação, seja em moeda disponível ou em forma de moeda escritural. Com tanta emissão de moeda escritural não podia dar outra, dá-lhe inflação! Em 11 anos e 4 meses de governo, o governo despesou quase um PIB de dinheiro a mais na praça!

A inflação é efeito, quando há muito dinheiro em circulação. É um círculo vicioso. Inflação é causa e efeito. Governo precisa emitir para manter para cobrir a inflação e ao mesmo tempo tem que segurar para conter a inflação.  A Dilma optou em segurar inflação segurando o câmbio e preços administrados, mas sabe que está fazendo apenas o represamento da inflação por algum tempo.  Uma hora este dragão desperta!

Isto tudo, tem o objetivo de provocar a "sensação de bem estar" da população, mesmo que isto vá explodir lá na frente!  Quem viveu o Plano Cruzado do governo Sarney sabe muito bem como terminou o governo.  Sarney entregou o governo com inflação de 80% ao mês para o Collor.  Explodiu no colo dele, antes de entregar o governo, para infelicidade dele.  


O restante da história, quase todos se lembram.  O Collor para segurar o monstro da inflação fez o "confisco" de depósitos!  Fez confisco para tirar "dinheiro em circulação" de forma brusca e imediata, para conter a inflação.  Deu no que deu também, porque, a economia é livre e solto, tem que domar a inflação com política econômica consistente de médio a longo prazo.  Não adianta medidas mirabolantes!

Não adianta os políticos quererem ideologizar a política econômica.  Hoje, a economia é uma grande bolha global. É totalmente, incontrolável, o efeito externo sobre a economia interna.  Brasil está inserido no contexto global.  Quem pensa diferente, não merece ocupar a cadeira de presidência da República.  Dizer que o Brasil é imune ao efeito externo é uma grande mentira!


Não adianta os formuladores da política econômica vir com conversinha de modelos.  Seja modelo bolivariano ou Keynesiano! Tudo balela! Não funciona! O Brasil, como qualquer outro país é refém da bolha financeira global. Terá que ajustar o seu plano econômico à realidade global. O que tem que fazer é lição de casa. Tem que atacar de frente, no mínimo 6 pontos elencados, na matéria imediatamente anterior!

Dilma, inflação não se domina no gogó!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori








7 comentários:

  1. Sakamori:

    Ué, será que não estamos mesmo no País da...
    ...a onda de lá é marolinha aqui.
    ...o Brasil é imune ao efeito externo.

    Se não é, então tem cigana querendo enganar o povão.
    Ha ha ha ha ...

    Bom feriado, boa Páscoa, bom final de semana prolongado!

    Eli dos Reis,
    de Ribeirão Preto.

    ResponderExcluir
  2. Provavelmente nossa presidentA (mudou tudo,até a ortografia) não compra imóveis,nem carros,não vai a supermercados (vive em Marte,provavelmente).
    Como a História é cíclica,lamentavelmente,em pouco tempo vamos voltar ao tempo do Sarney,Collor e outros que,coicidência ou não,estão aí mesmo,no lugar de sempre,tramando as coisas de sempre.Pobre país o nosso,que vai se afogar na marolinha do bilionário Exu de 9 dedos.Que pena...

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde, infelizmente no Brasil só mudam as moscas, eu não acredito em mudanças em pouco tempo, se um dia acontecer mudança já não mais estarei por aqui, felizmente!

    ResponderExcluir
  4. Oi Saka.
    Você assistiu a entrevista da Mirian Leitão com Mário Veiga, presidente da PSR Consultoria, sobre o setor elétrico? Trata-se de mais uma bomba relógio armada pelo atual governo.
    Forte abraço
    Mauro
    http://globotv.globo.com/globo-news/globo-news-economia/t/todos-os-videos/v/crise-da-energia-eletrica-brasil-corre-risco-de-novos-apagoes-e-de-racionamento/3289442/

    ResponderExcluir
  5. Parabéns. Você mostrou o que de fato é a inflação. O dinheiro é como qualquer outra mercadoria. Se você põe muito dinheiro em circulação, ou qualquer outra mercadoria, ele tenda a se desvalorizar. A desvalorização do dinheiro nada mais do que a inflação. E é por isso que o aumento das taxas de juros e a contenção do crédito são medidas utilizadas pelas autoridades monetárias para conter a inflação. Nos Governos do PT, em vez de conter o crédito, os bancos expandem as operações. E essa não é uma atitude correta quando se deseja diminuir a inflação. Se deseja ler o nosso blog acesse: www.ideiasefatostucujus.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. "Quanto Lula pegou o governo, a Dívida Pública Federal líquida estava em R$ 623 bilhões. Hoje, a Dívida Pública Federal está em R$ 2.240 bilhões, ou seja aumentou dinheiro em circulação cerca de R$ 1,627 trilhão a mais. Isto significa que o governo emitiu R$ 1,627 trilhão em moeda escritural. "

    Bom dia sr Osami, é zero que não acaba mais mais acredito que o certo seria 2.240 trilhões.

    Abaixo também esta errado o certo seria 2.700 trilhões.

    "Os governos Lula pegou o governo com o endividamento da população em R$ 390 bilhões. Hoje, o endividamento da população está além de R$ 2.700 bilhões, ou seja os governos Lula e Dilma despejaram créditos fáceis e baratos em mais de R$ 2,310 trilhões nos últimos 11 anos."

    Não posta esse comentário não, só dá uma corrigida aí. A analise esta perfeita. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  7. Boa noite Saka,Parabéns ,acabei de ler e vejo que Dilma continua a nos enganar com as suas preparadas falas,Infelizmente o nosso Brasil não tem mais solução,até porque a Dona Dilma não larga o osso nem que a morte lhe peça.Abraços amigo.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.