Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 1 de abril de 2014

O Brasil está na sinuca do bico!


Estadão, hoje. O déficit entre exportações e importações acumulado pelo Brasil entre janeiro e março de 2014 é de US$ 6,072 bilhões - divulgou nesta terça-feira o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. Trata-se do maior rombo comercial em primeiros trimestres da série histórica do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio, em  21 anos. 


Depois, vem Dilma dizer que o Brasil está vento em popa. Está nada! Brasil está mais que parando do que andando.  Segundo o Estadão informou, a pauta de exportação brasileira é basicamente produtos primários, tais como soja, minério de ferro, carne de boi.  Incrivelmente, até boi em pé faz parte da pauta de exportação brasileira.  O parque industrial brasileiro foi sucateado no período do governo petista, a exportação de manufaturados saiu de 26% do PIB para menos de 13% do PIB.

Por outro lado, as importações vão desde os manufaturados até os produtos primários.  Brasil importa desde feijão preto a tomate para industrialização da China.  Brasil que foi tradicionalmente exportadora de produtos primários está tendo que suprir a demanda interna com importação deles.  Isto é causado pela depreciação do dólar.  Política de câmbio equivocada que venho denunciando há tempo, através deste blog.

O déficit da balança comercial faz com que o Brasil necessite urgente e necessariamente atrair investimento estrangeiro direto (IED) e investimento estrangeiro especulativo.  Além, é claro, de empréstimos em dólares pelo poder público e privado.  Estas últimas formas de ingresso do dólar no País é nefasto!

O aumento da taxa Selic, hoje, em 11% atende muito mais a estratégia do Banco Central em atrair capital estrangeiro especulativo do que tentativa de segurar a inflação.  Aliás, os juros da taxa básica de juros, eu já disse 500 vezes aqui, representam a vulnerabilidade da economia do País.  Disse e digo, a taxa Selic não é remédio para inflação, mas é termômetro da falta de credibilidade do Pais, mais lá fora do que aqui dentro.  


Estou é muito saco cheio com as mentiras pregadas pelo governo Dilma.  Estou é muito bravo ainda, com a imprensa que noticia o maior déficit comercial da série histórica do MDIC, sem os devidos comentários.  Estou é muito indignado com analistas econômicos que seguem apenas o release do Palácio do Planalto, sem o devido comentário que, costumeiramente, faço.


Dilma, cuida do País, antes de cuidar da sua campanha para reeleição!  O Brasil está na sinuca do bico!  Acorde Dilma!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori



2 comentários:

  1. Parabéns pela bela publicação. Os sinais de fragilidade da economia brasileira há tempo são visíveis. E sobre isso, inclusive já vi um artigo comentando sobre o risco desse problema comprometer a reeleição da presidente Dilma. Os sinais são percebidos pela inflação que teima em não ceder, o baixo crescimento do PIB e os problemas registrados na balança comercial e nas contas externas, dentre outros. A situação realmente não é boa e pode ter reflexos na eleição deste ano. Acesso ao nosso blog. www.ideiasefatostucujus.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. O setor da indústria, do minério, da energia, da agricultura e do meio ambiente no Brasil vai de mal a pior. Já estava ruim entes do PT, mas do governo Lula pra cá a situação piorou. Hoje, o Brasil importa mais do que exporta. A lua de mel com as commodities acabou e o Brasil não aproveitou a noite de núpcias... Agora, temos de pagar a conta - quer dizer, nós, povo.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.