Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

domingo, 13 de abril de 2014

Petrobras/BTG II. Dilma e Graça Foster estão com mãos sujas!

Em 30 de setembro de 2013, escrevi matéria denúncia sobre a associação entre Petrobras e BTG Pactual, na Braspetro Oil & Gas, sob o título: "Petrobras/BTG. Dilma e Graça Foster estão com as mãos sujas de lama", conforme transcrição que passo na sequência, após comentários.



Para confirmar a operação suspeita denunciado por mim naquela ocasião, a Folha noticiou na edição de 9 de abril de 2014, de que a Braspetro Oil e Gas distribuiu dividendo para a BTG Pactual em US$ 150 milhões, sobre a participação de 50% que tem na antes subsidiária integral da Braspetro Internacional. Isto corresponde a cerca de 10% do que pagou BTG à Petrobras pela compra da parcela da sociedade.  



Isto é apenas começo das distribuição de lucros.  A Braspetro Oil & Gas possuem campos que já estão em operação e outros prestes a entrar em operação. A sacanagem da dupla Dilma e Graça Foster é que a Petrobras vendeu, sem licitações, 50% de uma subsidiária que tem muito lucro a ser distribuído ao longo dos próximos anos.  

Veja a íntegra da matéria escrita por mim, no ano passado, sob o título:

Petrobras/BTG. Dilma e Graça Foster estão com as mãos sujas de lama! (30/9/2013).

Nem bem esquentou a transação atípica de venda de 50% dos ativos da Petrobras Oil & Gas para BTG Pactual, a BTG Pactual associado a Petrobras pretende criar um empresa gigante na área de exploração de petróleo, tal qual OGX. Vejam as notícias e meus comentários à respeito.  

O investimento do BTG em 50% da Petrobrás Oil & Gas, que reúne os ativos da estatal na África, é mais do que um primeiro passo do banqueiro na exploração de petróleo: é também o primeiro investimento dele no continente africano. A joint venture de BTG e Petrobrás nasce com presença em seis países, dez campos na carteira e três em produção. Fonte: Estadão.

Comentário.

A forma atípica sobre a transferência de 50% de participação ativos da Petrobras Oil & Gas para BTG Pactual, merece análise mais profunda.  Como a operação é complexa, faz qualquer um acreditar na historinha contada pela Graça Foster e seus superiores imediatos, o ministro Mantega e a presidente Dilma. 


Vamos esclarecer primeiro o emaranhado de empresas do complexo Petrobras.   A Petrobras Oil & Gas é subsidiária integral (100%) da Petrobras Internacional - Braspetro.   A Braspetro com sede na Holanda é também subsidiária integral (100%) da Petrobras S.A.  Isto é fato, para começo de conversa.

A Petrobras S.A. é uma empresa de economia mista cujo controle acionário é da União Federal.  Sendo uma empresa com controle da União Federal, a Petrobras e suas subsidiárias integrais deverão obedecer as regras do setor público, sobretudo as leis de licitações. Dentro da mesma visão, a Petrobras como empresa de capital aberto, deveria efetivar operações com total transparência para não haver dúvidas aos acionistas minoritários.   

Um ativo do tamanho da Braspetro ou da sua subsidiária integral Petrobras Oil & Gas, cujo valor contábil histórico deve ser os US$ 3 bilhões, já que 50% foi entregue para BTG Pactual pelo US$ 1,51 bilhões.  Aparentemente, operação de venda de ativos pela Braspetro segue regime jurídico da Holanda como empresa privada, no entanto, não livra a Braspetro e Petrobras Oil & Gas de cumprirem as normas legais brasileiras, já que são subsidiárias integrais com 100% de ações da Petrobras S.A.  

Para venda de ativos de uma empresa de economia mista, deveria ter seguido os seguintes procedimentos.  Primeiro seria contratar auditoria externa independente para "avaliação dos ativos" à venda.  Segundo procedimento seria a venda destes ativos através de leilão público, com regras claras, sendo que o lance mínimo teria que ser o valor "avaliado" pela auditoria externa.  

Além de tudo, a venda de ativo do tamanho deste, que tem até poços de petróleo em exploração, deveria não só ter observado as regras das licitações brasileiras, mas também precedido de ampla divulgação nos meios de comunicação nacional e internacional, para a Petrobras obter maiores lucros na venda.  Isto não foi feito!   Vendeu por preço de banana! 



Como não foi obedecido regras próprias de licitações nem as boas normas de transparência das coisa públicas, nos permite fazer ilações de que os referidos ativos poderiam estar valendo no mínimo US$ 30 bilhões.  Sendo assim, ainda no terreno de ilações, a BTG Pactual deve ter pago 10% do valor real, isto é US$ 1,51 bilhão pelos 50% do ativos.

Resumindo.  Os ativos da Petrobras/Braspetro/Petrobras Oil & Gas, da África, foram entregues de mão beijada ao preço de banana para o novo aventureiro na área de petróleo, o André Esteves em substituição ao já falido Eike Batista da OGX.   Sai OGX entra BTG, no quintal do Lula & Dilma.



Para dar uma pseuda legalidade, a operação de venda de ativos da África da Petrobras para a BTG Pactual, fora aprovada pelo Conselho de Administração da Petrobras. Isto é para enganar trouxa, porque a simples aprovação no Conselho de Administração da Petrobras não torna operação legal, uma vez que não foram obedecidos os requisitos mínimos de transparência e de regras de licitações, conforme exposto acima.

Na minha avaliação, já que não houve obedecimento de regras de licitações, concluo que o US$ 1,5 bilhão pago pela BTG Pactual para Petrobras está totalmente subfaturado. Se a Petrobras tivesse obedecido as boas normas de governança corporativa e seguido rigorosamente as leis das licitações, certamente a Petrobras teria arrecadado US$ 15 bilhões ao invés de US$ 1,5 bilhões.

Esta operação terá que passar pelo crivo da CGU, AGU, MPF e Polícia Federal, para apurar a denúncia apresentada por este blog.  Em não fazendo investigações devidas sobre a operação de venda de ativos da Petrobras para BTG Pactual, considero que a Dilma e Graça Foster que ambas estão metidos até o pescoço na operação fraudulenta de venda de ativos da Petrobras para BTG Pactual do menino André Esteves.  



Cada um tira conclusão que quiser.  A minha já está exposta acima e mantenho-a até que me expliquem porque não obedeceram as normais legais de transparência na operação, dito por mim, como fraudulenta.  Dilma e Graça Foster estão com os mãos sujos de lama!  

Ossami Sakamori
@SakaSakamori


6 comentários:

  1. Mas com o e que a Petrobras poderia seguir as regras legais de licitacao se a ausencia delas e exatamente o que o governo quer para favorecer os seus amigos e militantes e que os quadros de executivos da empresa estao tomados por petistas e PC dos Bestas. Sabe Sakamori, o meu filho trabalhava como executivo em uma empreiteira da Petrobras e trabalhou nisso 20 anos tendo portanto muita especializacao e experiencia. Ele foi substituido por um militante petista que nao tem nem curso tecnico, nem experiencia para o cargo. Hoje meu filho esta ha dois anos desempregado e a Petrobras esta ai caindo com seu pessoal sem comprometimento nenhum com a empresa. Por esse motivo ela esta afundando na lama da corrupcao.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns. Sem dúvida nenhuma, todos os negócios que envolvem o patrimônio público precisa ser precedido de procedimento licitatório, que exige ampla divulgação. Se isso não foi feito, a operação não é legal, e em assim sendo precisa ser investigada. Pelo que você acaba de mostrar, pode ser que esteja aí mais um buraco negro na nossa estatal do petróleo. Para ler o nosso blog acesse: www.ideiasefatostucujus.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Aos poucos a sujeira vai saindo debaixo do tapete!
    Excelente, quanto mais sair antes das eleições, melhor ;)
    #ForaPT
    http://defendaseudinheiro.com.br/cpi-da-petrobras-cpi-da-pizza/

    ResponderExcluir
  4. A corrupção nao tem cura, so a morte. Estes monstros que estão no Poder, ainda lamentarão muito, pois seus dias estão contados, tenho muita Fé em Deus. Eh o que posso dizer agora, abraços e parabens pelo texto, como sempre.

    ResponderExcluir
  5. Amigo Sakamori :

    Incomodarei pouco hoje!
    Estamos diuturnamente a nos escandalizarmos com os desmandos desses celerados aí instalados em todos os níveis de nossa Administração !
    Pelos bloggs ainda livres e em conversas privadas desopilamos nossos fígados xingando esses canalhas, porém, de efetivo, ou seja de prático para estancar essas barbáries não fazemos nada de efetivo :
    Aproveito pois essa oportunidade, então, para sugerir medidas que poderemos utilizar e que efetivamente poderão estancar essa corrupção desenfreada que nos atordoa:
    1- Envie um e.mail para o, e ou, parlamentares que você apoia, e solicite, que esse pulha exerça sua missão defiscalizar o executivo !
    2 - faça a mesma coisa com as eventuais Comissões Parlamentares de inquérito no Senado e na Câmara dos Deputados!
    3 - cobre do MPF do Tribunal de Contas da União, seu representante naquela Casa, providências saneadoras aos desmandos que você conheça!
    4 - denuncie ao MPF da sua Região, o mesmo !
    Isso porque, caberia aos parlamentares coibirem esses excessos que temos presenciado nos nossos dias, construindo legilasções e providências de suas alçadas e constantes de suas prerrogativas e responsabilidades!
    Esses os verdadeiros responsáveis pelos desmandos e impunidades em todos os setores da vida pública!
    Se assim o fizermos, poderemos por têrmo nesses absurdos, e retornarmos aos valores éticos queconstruiram nossa sociedade!
    Portanto para finalizar, ratifico que nossos carrascos são os parlamentares e suas leis e fiscalização inócoas !
    Abraços
    MARKITO DE SOUZA

    ResponderExcluir
  6. A política no Brasil, mas não só aqui, sempre foi a arte de sujar as mãos. Agora, os políticos sujam as mãos com petróleo. E nós, povo, continuamos com as mãos limpas - e os bolsos vazios...

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.