Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 20 de maio de 2014

A quadrilha tomou conta dos 3 poderes!


A qualquer momento, o doleiro Alberto Yousseff, principal envolvido na operação Lava Jato, que movimentou mais de R$ 10 bilhões em lavagem de dinheiro, será solto pelo juiz que conduz o inquérito policial, Sérgio Moro da Justiça Federal do Paraná, acatando determinação tomada no domingo pelo ministre Teori Zavascki, em caráter liminar.

Igualmente, serão soltos o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa e os demais presos da Operação Lava Jato, por determinação do ministro Teori Zavaski que entende os processos da Operação Lava Jato devem correr no Supremo Tribunal Federal (STF), uma vez que há suposto envolvimento de um membro do Congresso Nacional, no caso o deputado André Vargas, sem partido/PR, nos crimes praticados e levantados pela Operação Lava Jato da Polícia Federal.

Disse o Estadão: "Na prática, a decisão sobre o futuro da operação Lava Jato ficará nas mãos do plenário do Supremo. Não há prazo para a decisão ser tomada pelo colegiado, que vai apreciar o mérito do recurso apresentado pela defesa do ex-direto da estatal que atinge todos os demais envolvidos nas apurações. 
Crédito da foto: UOL 

O juiz federal Sérgio Moro, segundo Estadão, mandou ofício ao ministro Teori Zavascki, se a soltura envolve todos os demais presos da Operação Lava Jato, uma vez que o principal acusado, o doleiro Alberto Yousseff, tem depósito de quantia enorme de dólares no exterior.  Também, alega o juiz que a Operação Lava Jato faz conexão o doleiro Alberto Yousseff com organização criminosa de tráfico internacional de drogas.  No entanto, na própria determinação do ministro Teori Zavascki já deixa claro que não há possibilidade de desmembramento dos processos.  Isto é, todos processos sobem para o STF, pelo suposto envolvimento do deputado André Vargas, ex-PT.

Isto mais parece orquestração que tenha partido do Palácio do Planalto para abafar a corrupção envolvendo a Petrobras, alvo da CPMI da Petrobras, criado para apurar sobretudo os casos Pasadena e refinaria Abreu e Lima.  Isto a imprensa não pode dizer porque depende de verbas publicitárias.

Apesar de eu não ter provas materiais, que a justiça brasileira exige dos denunciantes, todos os indícios levam a crer que a organização criminosa comandada pelo Lula & Dilma tem tentáculos também no Supremo Tribunal Federal. A decisão do ministro Teori Zavaski, embora podendo ter respaldo técnico jurídico, é meramente político, no intuito de resguardar a participação dos presidentes nos crimes de corrupção que envolve a Petrobras.

De tudo que se vê, o Palácio Planalto que deveria ser o principal interessado em apurar a corrupção na estatal Petrobras, esforça-se em barrar, de qualquer maneira, a apuração dos fatos.  Dificulta, acintosamente, no Congresso Nacional o funcionamento da CPMI da Petrobras.  Agora, a decisão do Supremo Tribunal Federal, a soltura do principal testemunha da denúncia de corrupção na estatal, vem a confirmar a minha suspeita.  

Se a presidente Dilma Rousseff, inquilino oficial do Palácio do Planalto, faz de tudo para "melar" as investigações da suspeição de corrupção e enriquecimento ilícito de agentes do governo, do seu governo e do ex-presidente Lula, concluo meu caro "Watson", que ambos presidentes, a Dilma e Lula, estão metidos até o "pescoço" com o esquema de corrupção na estatal Petrobras.  

Crédito da foto: UOL

Vou mais longe ainda.  Se antes tinha suspeição de que os presidentes Lula & Dilma tinham a ver com o US$ bilionário esquema de corrupção na Petrobras, hoje, tenho certeza de que eles são os próprios beneficiários deste esquema de corrupção que envolve a maior estatal brasileira, a Petrobras.  

A repentina exposição da Petrobras na mídia nacional, também, deve fazer parte da auto-defesa de ambos, Lula & Dilma.  Até por coincidência, na peça publicitária fala de aumento patrimonial da Petrobras, mas não fala na capitalização de R$ 120 bilhões que fora feito no governo Lula, sem o que é uma publicidade mentirosa.  Dá a entender, para os leigos, que a Petrobras cresceu em 11 anos e 4 meses, em algumas vezes o patrimônio líquido, sem que houvesse a capitalização R$ bilionária.  Outra mentira da Dilma!


Seguramente, digo que Dilma Rousseff e Luís Inácio Lula da Silva são os maiores beneficiários do esquema US$ bilionários de corrupção envolvendo a Petrobras.  Este blog já vem denunciando há mais de 1 ano sobre as roubalheiras na Petrobras.  Se me pedirem provas materiais, não as tenho porque não faço parte da polícia judiciária.  Cabe ao Ministério Público Federal, via Procuradoria Geral da República, mandar apurar as denúncias, qualquer que seja, que venha do cidadão comum, com fortes indícios, contando com o apoio e eficiência da Polícia Federal. 

Tenho absoluta certeza de que o esquema que envolve a quadrilha da dupla Lula & Dilma, estão circunscritos aos agentes públicos de alto escalão.  As instituições da República permanecem intatos, são os pilares da democracia e da República.  Os agentes públicos, de três poderes, o executivo, o legislativo e judiciário, bem como os operadores da Ministério Público e da Polícia Federal, nada tem a ver com a quadrilha que tomou conta do Palácio do Planalto há 11 anos e 4 meses.  Aos funcionários públicos de baixo escalão, rendo as minhas homenagens.  

Procurador Geral da República: Rodrigo Janot

Vamos passar o Brasil a limpo, Rodrigo Janot, vamos?  Brasil confia a limpeza dos poderes em suas mãos!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori


5 comentários:

  1. Bom dia Mestre Sakamori. Sim o Brasil esta nas mãos da quadrilha que tomou conta dos 3 poderes da República. Vai ser difícil mudar o cenário, eles tem tentáculos em todos os porões e esgotos deste País. Se faz necessário uma tangente. Precisamos de um herói, homens comuns e políticos não mudaram este cenário.

    ResponderExcluir
  2. Sakamori:

    Me permita imaginar que, embora Lula e Dilma sejam os "chefões" do esquema, ´seja evidente existir uma máquina muito bem operosa por trás deste dois.

    É essa máquina que permite sejam montados e executados todos esses "golpes" contra o erário da União, na pessoa jurídica da Petrobrás.

    Sem ela (a máquina) não se conseguiria chegar aos montantes que chegaram.

    E essa máquina, que já se assemelha a uma "linha de montagem" visto a quantidade de golpes e volume de valores alcançados, com certeza é composta de dezenas (talvez centenas) de integrantes.

    E todos devem ser investigados e mostrados à nação.

    Isto para que tenhamos um Brasil passado a limpo.

    Bom dia,

    Eli dos Reis

    ResponderExcluir
  3. Agora o Teori volta atrás atendendo ao arrazoado do promotor. E o Youssef resta na cadeia. Talvez, a ideia tenha sido sempre só soltar o Paulo Roberto Costa, muito próximo de Dilma e de Lula que o chamava de Paulinho. Deprimido poderia começar a falar. Ou será que querem repeteco de Celso Daniel? Só o futuro dirá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vimos este filme, várias vezes, sobre cenários diferentes.
      Celso Daniel pagou com vida porque sabia demais.
      PC Farias foi outro.
      O próximo é o PC da Dilma.

      Excluir
  4. Esse ministro e um dos nomeados pelo lularapio e nao fez mais do que sua obrigacao para quem o nomeou pois todos sabemos que Paulo Roberto Costa e figura chave no esquema de roubo da Petrobras. Basta notar que ele esta em todos os esquemas de desvio de dinheiro e nao so no caso Pasadena. Restava entao ao Ministro Zavascki soltar o meliante antes que ele comecasse a soltar o verbo contra os mandantes de tudo que ate agora estao so se fingindo de mortos. Vamos ver no que vai dar.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.