Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

domingo, 4 de maio de 2014

Ensaio. Aos 70, feliz caminhante!


Caminhante do mundo, volta,
Volta para mostrar à juventude,
juventude com 40, 50 ou 60,
que ainda há esperança para viver.

Nos próximos meses, 70 chegando.

Nada lhe apavora, pois caminhante sempre foi.
As venturas começaram há 60!
Vida cheio de aventuras e desventuras.

Nunca imaginou chegar aos 70, nunca!

Pois, chegou, com todos os sonhos,
todos sonhos que um caminhante pode imaginar.
Caminhante continua um sonhador aos 70!

Foi jogado ao mundo, aos 10 anos!

Sentiu muito, abandonado sentiu, mesmo não tendo sido.
O caminhante de 10 anos é muito frágil.
Queria o calor do abrigo da família.

Caminhante, sozinho no mundo,

mundo de homens e mulheres bons e más.
De repente, o caminhante se torna adulto!
Mas, feliz, por ter chegado aos 70!

Deus nunca o abandonou.

Deus sempre lhe deu coragem de caminhar.
Deus lhe guiou para não ser atropelado.
Deus o conduziu continuar sempre para ir em frente.

Cá está, o caminhante do mundo,

cá está, para contribuir ao mundo as experiências de 70,
Experiências frágeis num mundo moderno.
Ainda há muito que aprender aos 70.

Aventurou-se a entrar na luta, sozinho,

contra as pedras mal lapidadas,
pedras cruéis que povoam o meio do caminho,
São os novos desafios do caminhante do mundo.

Pensou ter livrado destas pedras, malditas pedras, 

pedras que aparecem de tempo em tempo.
São os malfeitores da pátria,
são os depredadores da pátria.

Caminhos difíceis se tornam com as pedras, 

pedras que nunca imaginou encontrar, novamente.
Cá estão as mesmas pedras, as grotescas e pontiagudas,
a desafiar os 70 de experiências. 

Luta com suas frágeis palavras, 

palavras frágeis que nunca imaginou encontrar ecos,
eco no deserto da insanidade.
Mas, as esperanças renasceram.

As esperanças renascem com força!
As esperanças da renovação dos costumes,
costumes velhos da opressão dos ricos sobre pobres.
Parece que as brisas mudaram de direção.

Para caminhante com 70, acostumados com as lutas,

as esperança se renovou, o horizonte está mais azul.
Quiçá dias melhores virão para seus filhos e netos.
Esperança de caminho melhor, haverá de vir.

Caminhante, feliz sente!

Feliz por ter conhecido o abrigo da ternura,
ternura que a encontrou dentre flores da relva,
Flor delicada da relva do campo, a única.



Sim, a flor da relva é você!
As poucas e singelas palavras são dedicadas a você.
Há horizonte a alcançar ainda, cheio de venturas.
Obrigado você existir! 

Ossami Sakamori
@SakaSakamori


5 comentários:

  1. Quase lá, Saka?! Que bacana. Avise quando chegar "Keep Walking"

    ResponderExcluir
  2. Se for seu natalício,só posso lhe desejar paz,saúde,fecilidade e o que vc.julgar importante,em dose super-concentrada.Não se esquente com a nojeira que avassala por aí,pois nada vai mudar,enquanto a URNA-CABRESTO
    continuar a nos fazer de eternos otários.
    Deus(se vc.acredita nele),llhe dê tudo de bom.]
    Felicidades.

    ResponderExcluir
  3. Sakei a poesia! Muito boa! Tem um toque japonês de ser.

    ResponderExcluir
  4. Felicidades Saka. Que bom que nao foram so pedras, mas flores tambem! Paz e Bem!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.