Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Dilma mente! Copa 2014 dará prejuízo de R$ 32,8 bilhões!


Ninguém fez conta ainda, se a realização da Copa 2014 no Brasil vai trazer lucro ou prejuízo, sob ponto de vista de incremento do comércio com a realização do evento do FIFA no País.  É uma tarefa difícil, fazer qualquer previsão, mas eu tendo formação de engenheiro com habilitação em Economia e Estatística, vou tentar fazer um estudo aproximado baseado em números fornecido pela Embratur.

A Copa 2014, será realizado em 12 cidades-sede: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Recife e Salvador.  

Segundo estimativa da Embratur, o Brasil receberá aproximadamente 600 mil turistas durante a Copa do Mundo de 2014. A estimativa corresponde ao dobro de turistas que foram à África do Sul em 2010.  Para se ter ideia, em 2012, o País recebeu 6 milhões de turistas estrangeiros.  Donde se conclui que, o evento Copa 2014, trará incremento de 10% em número de visitantes estrangeiros, grosso modo.

Ainda segundo, a Embratur, os turistas estrangeiros devem incrementar movimento de R$ 6,8 bilhões, o dobro que valor gastos pelos estrangeiros em África do Sul.  Ainda, segundo Embratur, os turistas brasileiros e estrangeiros vão gastar juntos R$ 25,2 bilhões na Copa do Mundo em 2014.

Por outro lado, a presidente Dilma decretou meio feriado nos dias dos jogos que o Brasil poderá jogar na fase classificatória.  Sendo o jogo de abertura no domingo e o jogo do final da Copa, também, no domingo, podemos contar que haveremos 4 dias de meio feriado no Brasil.  Isto tem influência no PIB de 2014.



Grosso modo, se não fosse a Copa, teríamos 308 dias úteis em 2014, incluindo o sábado.  Considerando o PIB de R$ 4,8 trilhões, o País deixa de produzir nestes 4 dias, meio expediente, cerca de R$ 32 bilhões, desprezando os jogos de outros países.  

Vamos fazer a conta, então.  O Brasil com advento da Copa 2014, teremos, segundo Embratur, faturamento adicional de R$ 25,2 bilhões, incluindo gastos dos brasileiros e estrangeiros.  Se o País deixa de produzir R$ 32 bilhões, por conta da Copa, o Brasil ficará no prejuízo de R$ 6,8 bilhões.  
O argumento de que haverá ganho financeiro pela realização da Copa 2014, é uma tremenda mentira inventada pelos marqueteiros, que querem justificar os R$ 26 bilhões aplicados para preparativo da Copa, incluindo a construção dos estádios, segundo Matriz de Responsabilidade. Somado ao prejuízo já demonstrado de R$ 6,8 bilhões, mais os investimentos, a soma de desembolso e do que o País deixa de produzir, será de R$ 32,8 bilhões.



Dilma, mente novamente.  A realização da Copa 2014, dará prejuízo de R$ 32,8 bilhões ao País! Somos otários?

Ossami Sakamori
@SakaSakamori



3 comentários:

  1. Morreu mais um na construção dos estádios da Copa, foi em Manaus, se não me engano. Pra mim, a perda de vidas humanas, é mais grave de que qualquer obra superfaturada, mas sei que sou exceção, a maioria está mais preocupado com o dinheiro... O Movimento do "Não vai ter Copa" está se transformando numa reivindicação mesquinha. Trágico é saber que jovens trabalhadores estão perdendo as suas vidas por terem de se sujeitar à péssimas condições de trabalho. Superfaturamento há em quase tudo neste país e maioria não fala tanto, o Sakamori é uma exceção.

    Não sou ingênuo, onde tem Copa e Olimpíadas, tem problema. Grécia e Espanha tiveram problemas com as Olimpíadas. A África do Sul teve problemas com a Copa. Todo mundo sabia, com antecedência que haveria Copa no Brasil - e por quê não reclamaram antes??? Com ou sem Dilma, a Copa é uma mentira.

    ResponderExcluir
  2. Brasil,País de Tolos (e otários).

    ResponderExcluir
  3. Mentiras, roubalheira, corrupção...Brasil, país dos políticos mais corruptos do mundo, das mentiras mais prejudiciais aos seus compatriotas!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.