Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Economia e política por Saka Sakamori


Muitos tem me perguntado sobre o cenário da economia, pós eleições de outubro deste ano.  Provavelmente, o processo eleitoral só vai terminar no dia 26 de outubro, faltando apenas 2 meses para o término do ano de 2014. Além de que, somente no 1º de janeiro de 2015 é que inicia o mandato de 4 anos da presidência da República. Portanto, para começar, as mudanças virão, somente, após janeiro do próximo ano.

Isto tudo, significa que a economia vai experimentar nos próximos meses, o agravamento do quadro que se encontra, devido a não correção da política econômica ou da matriz econômica como queiram alguns se referir.  

Muitos abutres, de última hora, vem se pronunciando ao longo dos últimos 30 dias, com críticas sobre a "nova matriz econômica" da presidente Dilma, sem dizer claramente onde se encontra os raízes dos problemas.  Os abutres dizem, aleatoriamente, que está no excessivo controle sobre os preços administrados constantes da "nova matriz econômica".  O diagnóstico, embora, parcialmente correta, não retrata o erro sistêmico da política econômica (sic) da Dilma.


O primeiro e mais grave problema da economia no Brasil, a origem de quase todos os equívocos, é a supervalorização do real ou super desvalorização do dólar.  Isto é um tema crucial para o desenvolvimento industrial e tecnológico do País.  Sem a devida correção no câmbio, a mudança em outras matrizes econômicas é como fazer maquiagem, não funcionará. O Brasil vai continuar patinando no desenvolvimento tecnológico e o seu parque industrial continuará sendo sucateado em favor da indústrias de países além mar.  O Brasil continuará criando empregos lá fora. Os chineses, em especial, serão os maiores beneficiários desta "maluca" política econômica (sic) da Dilma.

Acontece que, como a defasagem do câmbio está tão expressiva que a necessidade de correção nas tarifas administradas fica potencializada.  Por isso tudo que eu digo que há "erro sistêmico" na política econômica (sic) da Dilma. Sim, se os abutres dizem que "a nova matriz econômica" da Dilma está equivocada,  citando apenas e tão somente   os preços administrados. Pois eles estão redondamente enganados, preços administrados é apenas uma das matrizes.  

A desvalorização da moeda local, no caso o real, deverá pautar o plano econômico de todos os candidatos à presidência, incluindo a própria.  A atual equipe econômica, vem atuando no sentido contrário, ou seja no sentido da manutenção da valorização do real. Isto tem claro objetivo de criar "sensação de bem estar" à população, somado à "sensação de poder de compra".  

Explico aos meus leitores, o que é esta "sensação de bem estar" e "sensação de poder de compra".   A defasagem no câmbio triplicou os usuários do sistema aéreo no governo do PT, por exemplo.  A forma como viajam os usuários do sistema de transporte, não aumenta o PIB brasileiro, apenas transfere do modal rodoviário para o modal aéreo.  Então, isto é a "sensação de bem estar".


Outro fato que marca a "sensação do poder de compra" é que em função do câmbio defasado permite ao povo fazer viagens no exterior, adoidado em detrimento ao turismo interno. A maioria da população conhece Miami mas não conhece Manaus.  O brasileiro nunca viajou ao exterior como nos últimos anos.  Viajam para fazer compras nos EEUU, porque os preços naquele País está mais barato do que no Brasil.  A correção no câmbio, viria acabar com esta "sensação de Brasil país das maravilhas". 


Eu digo com segurança de que é falsa esta "sensação de bem estar" ou a "sensação do poder de compra".  O crescimento do PIB dos últimos 12 anos, a média está abaixo de 2% ao ano, descontado o crescimento demográfico, o PIB per capita, está em torno de 0,5% ao ano.  Isto é crescimento pífio.  Lembrando que o Brasil terá que vencer o "gap" ou defasagem de nível de educação, saúde pública e segurança pública com relação aos países desenvolvidos.  Somos terceiro mundo, sim, querendo ou não!  

Compare o crescimento do Brasil com o crescimento do outro país emergente, a China.  A China cresce há mais de duas décadas acima de 7,5%, com aumento demográfico sob controle.  Pois, lá o yuan (Ren Men Bi), moeda local está desvalorizado, há décadas.  E nem vamos misturar os alhos com bugalhos, não estou aqui defendendo o regime comunista, apenas comentando sobre a política econômica daquele país.  Nem vem, que não tem!  


Eu sou da teoria de que a roda não se reinventa.  O que está sendo bom para outro país, que copiemos.  Copiar modelo econômico não significa que devamos copiar o modelo político.   Por que não copiamos a parte boa da política econômica dos EEUU, da Alemanha, do Japão, da China ou do Chile?  Qual é o problema em assimilar as experiências de outros países?  

Não, o Brasil prefere copiar o modelo dos Castro ou do modelo do Nicolás Maduro.  O Brasil prefere copiar os piores modelos da economia do mundo contemporâneo, apenas tendo como o pano de fundo a permanência no poder. Somado a isto, a roubalheira generalizada.  Talvez, nem o Lula e nem o PT, não creio, que tenha tomado o poder com o objetivo de roubar.  Mas, infelizmente, o ideário político, se é que o PT teve, deve ter desvirtuado.  

Pronto, estou respondendo aos meus amigos leitores.  Eu não só critico a política econômica da Dilma, mas aponto soluções.   Se este mequetrefe, blogueiro, tem soluções para a política econômica equivocada da Dilma, certamente terá na cabeça dos formuladores da política econômica dos candidatos à presidência da República.  A única diferença entre os postulantes ao cargo de presidência será na dosagem do remédio que será dada.  Mas, que o Brasil está precisando de remédio, está.  Se demorar muito, vai ter que se internar no UTI ou seguir receituário duro do FMI.  Espero que não precise. 

Quem quer que seja o futuro presidente, deverá ter enorme "vontade política" em promover a mudança necessária e ter "legitimidade" suficiente para fazê-la.  Em resumo é isto. Não podemos, nós povo, mudarmos o caráter de cada candidato e nem provê-lo da legitimidade necessária.  Que cada um diga e mostre para que veio.  E procure colocar na prática, tudo de bonito que eles falam. 

Sem a necessária propositura de mudanças, tanto faz Dilma, Aécio, Dudu Campos ou Lula.  Ainda estou a esperar a "matriz econômica" dos candidatos, para minha avaliação objetiva.  
Farinha do mesmo saco!

Sem as mudanças requeridas serão os candidatos a "farinha do mesmo saco".  Espero que não!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori






4 comentários:

  1. Sr Sakamori, sei que o sr conhece os segredos da turma do PT mas, para quem não sabe o PT CORRE de propósito do caminho correto a seguir na economia porque tem o dever de dar apoio à Fidel Castro, agora Raul(Cuba) pois sem a Venezuela, Brasil, Argentina, Colômbia,....Cuba já teria fracassado. Quem financiava Cuba era a Rússia antiga, antes de cair o Muro de Berlin. Por isso em 1999, Fidel Castro e Lula fundaram o foro de São Paulo para traçar diretrizes a fim de deixar toda a América do Sul financiando Cuba. Quem não acredita é só verificar: Nós financiamos Porto de Mariel(Cuba). Foram milhões de reais a fundo perdido(cuba não paga ninguém). O programa mais médico paga R$10.000,00 para cada médico sendo +- R$1.000,00 para o médico e o restante para o governo de Cuba. Quantos mil reais Cuba não arrecada? Esse programa mais médico existe em vários países vizinhos. E, ainda tem outros financiamentos secretos do BNDES que o Brasil tem com Cuba. Então, dessa forma Cuba tem dinheiro sem produzir nada. E nós, brasileiros? Ficamos sem nada, até o dia que compreendermos essa situação e tirarmos esse partido do poder. Lula é "mão lisa", o negócio dele é dinheiro em sua C/C da forma mais fácil possível. Para ele, quanto mais corrupto for o Brasil melhor ele fatura.Por isso ele investe na Dilma(guerrilheira e mente fechada) que persegue a ideologia comunista(do modelo de Cuba). Se precisar ela mata de fome todos os brasileiros para ter seu intento satisfeito. Não acredita? Vote nela novamente e espere os próximos anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como pode uma pessoa pensar e escrever tanta asneira em tão poucas linhas ?

      Excluir
  2. Antes de criticar minhas palavras, pesquise antes para saber da verdade. Pelo que percebo não deves ler nada de proveitoso. Eu o aconselho a obter informações fidedignas para que não sejas tomado pelo ocaso. O que escrevi até as crianças inteligentes sabem. Só o Sr que não.

    ResponderExcluir
  3. http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,jbs-friboi-faz-mudanca-relampago-em-estrutura-de-controle-acionario,1503406

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.