Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sábado, 10 de maio de 2014

Mãe, você me faz falta!


Mãe, recadinho para você, hoje.
Faz tempo que não nos falamos,
Tava sentindo sua falta, mãe.
Falta daqueles papos, a sós...

Nesses anos todos, 70,
quanta coisa você me ensinou, não é?
Foi você que me ensinou a escrever,
escrever e ler em japonês.

Lembra-se, mãe, que fui expulso da escola rural?
Também, mãe, você me ensinou somente japonês.
Tenho que rir daquela época, mãe.
Da escolinha rural donde não fui aceito.

Mãe, eu vivia na sua cola, no sítio, onde morávamos.
Onde você ia, eu estava atrás de você, com meu mano.
Gostava de ouvir você falar.
Você falava coisas tão úteis para a vida.

Lembra-se, mãe, que eu gostava de ler?
Sim, mãe, ler em japonês, a língua que você me ensinou.
Lembra-se, mãe, do meu primeiro livro?
Era livro do Robinson Crusoé, em japonês.

Mãe, me lembro do outro livro, 
o livro da vida do Mahatma Gandhi, em japonês.
Poxa, mãe, que vida, não é?
A vida do Gandhi, o exemplo da persistência e paciência.

Mãe, lembra-se que você me falou uma coisa importante?
Você disse que era importante.
Disse para andar sempre a um passo na frente dos outros.
Disse-me, se eu quisesse ser alguém na vida.

Pois, mãe, o seu desejo está sendo cumprido, penso eu.
Mas, mãe, não é fácil seguir os seus ensinamentos.
Quem anda na frente, mãe, leva bordoada.
Não tem importância, mãe. Estou firme, nessa!

Outra coisa que me lembro, mãe,
Você disse, para não se comparar às avelãs.
Todas avelãs são iguais, são do mesmo formato.
Sim, mãe, mediocridade é ser como avelãs, entendi.

Assim, tantas coisas juntas, mãe.
Lembro-me um dia, você me levou no meio da chuva,
Levou-me até a escola que ficava distante de casa.
Disse-me para não falhar à escola, nunca.

Mãe, quando aos 10, ficava longe de você,
eu na cidade e você no sítio.
Olhava estrela no céu. Sabe por que, mãe?
Acreditava que através dela, a gente poderia se comunicar.

Pois, mãe, agora com 70, faço o mesmo.
Olho para estrela, a mais brilhante, que sei que é você,
para me comunicar com você,
para dizer simplesmente que você me faz falta!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori



9 comentários:

  1. Amigo Sakamoto,
    Faço minhas as suas palavras.
    Quanta falta nossas mães nos faz quando não mais a temos.
    Quantas lições de vida,que são eternas.
    Saúdo a senhora sua mãe,a minha e todas as que foram ou serão estrelas-guia de todos os homens e mulheres de bem,de todas as nações.

    ResponderExcluir
  2. Nobre professor! Obrigado por sua integridade.
    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Nossa q lindooo....

    ResponderExcluir
  4. Que lindo, parabéns amigo! Nossos pais são os q DEUS nos deu e como nos fazem falta. Só mesmo Jesus para nos consolar !Feliz dia ....das mães! bjs
    @seujoca

    ResponderExcluir
  5. Linda homenagem, Sakamori! As lembrançpas, a saudade, o amor de uma mãe...

    ResponderExcluir
  6. Faço suas as minhas palavras tenho minha mãe hoje com 89 anos suas lembranças já não são as mesmas mas o caráter ainda e o mesmo e este parece cada vez menos absorvido pelos jovens

    ResponderExcluir
  7. Sakamori-sam,
    Tenho uma mãe semelhante a sua, que lutou para que eu estudasse e sempre estivesse um passo a frente. Isso me faz refletir que se todos tivessem a mãe que tivemos, muitos não estariam na miseria, muitos não seriam bandidos, muitos não estariam na cadeia, muitos não estariam envolvidos com drogas, muitos não seria corruptos, muitos políticos seriam confiáveis, nossa educação estaria melhor, nossa saúde seria melhor, nossa segurança seria melhor, enfim, poderíamos ser pobres, mas seriamos dignos.

    "PAÍS RICO É PAÍS HONESTO"

    ResponderExcluir
  8. Prezado sr. Sakamori, estou quase com 80 anos e ainda sinto falta de minha mãe, que mal sabia ler e escrever, mas dona de uma sabedoria adquirida ao longo de sua existência. Seu comentário do dia das mães tocou o coração de todos aqueles que absorveram os ensinamentos de suas queridas mães. Li uma frase que me sensibilizou muito e que gosto de repetir sempre que há uma oportunidade. "Aquele que honra seus pais, também será honrado pelos seus filhos e netos."

    ResponderExcluir
  9. Ah, Ossami Sakamori, que gracinha de poema que fez para sua mamae. Que bom que voce teve a sorte e o privilegio de ter uma mae assim. Parabens a voce que assimilou tudo o que ela recomendou e por isso e um homem de bem e de sucesso. Abraco forte.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.