Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 15 de maio de 2014

REFIS. Dilma dá anistia aos amigos do poder. O povo que se dane!


Presidente Dilma, atendendo o ministro da Fazenda Guido Mantega, vai estender o prazo de adesão do REFIS até 30 de agosto, numa tentativa de cumprir a meta fiscal ou seja a meta de gerar superávit primário de 2014, no montante proposto de R$ 44 bilhões.  Objetivo, também, é aumentar a arrecadação Caixa 2, da campanha presidencial.  

Segundo o Estadão, de ontem, "O governo federal deve reabrir o Refis da Crise, programa de parcelamento de débitos fiscais com a Receita de 2008 até dezembro de 2013. Inicialmente vetado pela presidente Dilma Rousseff, o programa voltou, e foi inserido pelo deputado Gabriel Guimarães (PT-MG) na Medida Provisória (MP) 638, que trata do regime automotivo Inovar Auto e que será votada nesta quarta-feira, 14, na comissão especial de análise, podendo ir em seguida ao plenário da Câmara. Segundo apurou o Estado, o governo estabeleceu um prazo de adesão das empresas ao novo Refis: 30 de agosto."

Lembrando que para fechar o superávit primário de 2013, contou com a entrada de cerca de R$ 20 bilhões do programa REFIS, que já está com prazo de adesão vencido, hoje.  Com a reabertura do REFIS, certamente, o governo vai arrecadar outros R$ 20 bilhões para este ano, estimativa feito por mim.  

Para o leigo entender, o programa REFIS, visa atender os empresários inadimplentes com o fisco federal.  Este programa, sempre, tem funcionado nos anos eleitorais, via de regra, uma forma de ganhar simpatia dos empresários inadimplentes e conseguir uma arrecadação extra para o Caixa 2 da campanha eleitoral. Este programa não é nada mais do que anistia aos devedores da Fazenda.

É importante lembrar de que os devedores anistiados, levam suas vidas empresariais, normalmente, inclusive vendendo para o próprio governo federal.  Estas empresas, sobretudo as maiores do Brasil, conseguem financiamentos em bancos oficiais como BNDES, CEF e BB, apresentando Certidão Positiva com efeito negativo.  Esta certidão, tem o mesmo efeito de uma Certidão Negativa.  As empresas inadimplentes, sobretudo as grandes, colocam "sub-judice" os débitos sob qualquer argumento, tão somente para ganhar tempo ao pagamento.  Em cada REFIS "limpam" os débitos aderindo à anistia.  

No Brasil, sempre, se dá um jeitinho.  O maior exemplo foi a adesão da Vale S.A., uma dívida de R$ 45 bilhões junto ao governo federal, que estava "sub-judice", quitado em dezembro do ano passado com o governo federal, aderindo ao programa REFIS.  Assim, como outras empresas, amigos do governo federal, pressionam o governo para resolver suas pendengas ainda este ano.  A Dilma cedeu, atendente os interesses dos amigos do poder.  Claro, na esteira dos espertos, vão também os bagrinhos. 


Dilma dá anistia aos amigos do poder! O povo que se dane!

Ossami Sakamori
@SakaSakamori



Um comentário:

  1. O gesto na foto do texto é exatamente para onde manda o povo... Vergonha de escrever aqui...vergonha de ver Poder, Dinheiro e Esperteza atar as mãos dos que detêm as possibilidades de mandar o PT para o lugar de onde saiu: o inferno!

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.