Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

As perspectivas para o Brasil são sombrias.


Vou ser direto nas considerações sobre o futuro do País, considerando Dilma Rousseff no exercício da presidência da presidência da República. Sem disfarces, as perspectivas para o Brasil são sombrias. Respirem fundo para ler o texto abaixo. 

Vejo uma grande parte dos empresários, perdidos, sem perspectiva de futuro, com endividamento alto, com os impostos em atraso. Vejo-os despedindo empregados e encolhendo a produção, porque não tem quem compre os seus produtos. Vejo empresários fechando unidades ou filiais, encolhendo a atividade, na expectativa de melhora em algum momento no futuro. Muitos já desistiram de lutar e já despediram os empregados e fecharam a porta das suas fábricas. Isto é quadro atual da economia do País.

Dilma assumiu a presidência da República no segundo mandato, prometendo mudanças. A mudança não veio. Tirou o Guido Mantega do Ministério da Fazenda e nomeou o Joaquim Levy. Manteve como presidente do Banco Central, o mesmo Alexandre Tombini, que fazia parte do primeiro mandato. E nomeou o Nelson Barbosa, ex-Secretário Geral do ministro Mantega, para o Ministério do Planejamento. Governo Dilma continua com o mesmo projeto "neoliberal" do primeiro mandato. 

O governo Dilma é um governo "neoliberal", com forte intervenção do Estado na economia. O governo Dilma deixou o governo mais inchado. O governo "neoliberal" da Dilma se mete em tudo. Com a mesma equipe do primeiro mandato, o Nelson Barbosa e Alexandre Tombini, quer reviver os melhores momentos de popularidade do primeiro mandato. As cabeças pensantes da equipe econômica da Dilma são as mesmas, as do Alexandre Tombini e do Nelson Barbosa. Eles são "neoliberais" de carteirinha. 

A economia  brasileira não vai mudar com Dilma, porque os empresários não acreditam nela. E, em consequência, não irão investir no setor produtivo e consequentemente não vão criar novos empregos. As empresas vão continuar demitindo, até que haja impeachment da Dilma pelo Congresso Nacional ou cassação de mandato pelo TSE. Se não concretizar nenhum destes fatos, o Brasil só vai retomar o crescimento após 31 de dezembro de 2018. 

A continuidade do projeto "neoliberal" da Dilma, vai trazer como consequência a inflação alta, desemprego em massa e continuidade da recessão. Isto já virou "consenso" entre articulistas econômicos e empresários. 

O fato é que o modelo "neoliberal" já esgotou. O povo não aguenta mais, as intervenções equivocadas do governo, seja de que partido for. Não vejo no horizonte, candidato à presidência que adote uma "nova matriz econômica" para salvar o País. O País carece, não só mudança de nome para substituir a presidente Dilma, mas um candidato que mude radicalmente o atual modelo econômico atual. 

No decorrer dos próximos meses, vou expor o que seria a "nova matriz econômica". Já comecei a apresentação do novo modelo, na matéria anterior, sobre a Petrobras. O Brasil merece um novo "vento minuano" que mude definitivamente a matriz econômica. 

Fiz um preâmbulo para chegar ao recado para os meus amigos e minhas amigas. O País viveu recessão de 3,7% em 2015. A expectativa de todos agentes econômicos indicam retração de 3,5% em 2016 e crescimento "zero" em 2017. A inflação oficial continuará em dois dígitos. O índice do desemprego crescerá assustadoramente, nunca dantes vistas nos últimos 21 anos. 

Se os leitores estão insatisfeito com a atual situação, não imaginam o quadro econômico e social que estão por vir nos próximos meses. Já está claro que, com a atual política "neoliberal", o Brasil afundará cada vez mais, infelizmente.

Só mesmo o sopro de "vento minuano" poderá trazer a esperança de um País com perspectiva de desenvolvimento sustentável. 

Ossami Sakamori













6 comentários:

  1. Uma pergunta que não quer calar diante deste quatro podre do Governo....rsrsr>>> PARA QUE SERVE ESTE CONGRESSO NACIONAL?????? Abraço Saka!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo faz crer que não é para defender o Brasil e o povo brasileiro...

      Excluir
  2. Caro professor e amigos, estamos sofrendo um Tsunami de incompetência e varridos pela lama real e pela lama da corrupção que por aqui campeia sob as batutas dos ilustres salvadores da pátria, Lula&Dilma.
    .
    Vento minuano é uma corrente fraca que após o inverno na região sul tempera o clima..
    .
    Precisamos de algo muito mais forte que um simples abalo sísmico ou uma ventania generalizada.
    .
    Temos problemas de ordem social e política mas estamos em abundância de promessas vãs por parte de nossos candidatos especializados em discursos e propagandas.
    .
    Esses candidatos se espelham nos modelos anteriores a esse caos onde mostram a revelia todos os mal feitos feitos,mas nenhuma de suas propostas são algo tangível em curto,médio ou longo espaço de tempo.
    .
    Estamos as voltas com uma parcela da sociedade viciada e seviciada em facilidades gratuitas,onde todos sabemos que até depois da morte continuamos a pagar tudo.
    .
    Teremos dezenas de candidatos para o cargo de presidente que nos ofuscarão as vistas sob a verdadeira CERNE da corrupção que na verdade são esse n° absurdo de partidos travestidos de democracia.
    .
    Não importa qual seja o nome em que depositemos nossas esperanças se não entendermo que uma andorinha não faz verão.
    .
    Deputados e Senadores até aqui então se eximem das responsabilidades dos desvios e desmandos de Lula&Dilma.
    .
    Os desatinos comerciais e financeiros que ambos cometem passam a crivo destes senhores que divididos neste partidos cobram preços a cada voto proferido.
    .
    Voltando a economia, nossos empresários desde o vendedor de cachorro quente ao mega empresário, observa o mercado interno e externo e avalia suas possibilidades de retorno.
    .
    Sem credibilidade ambos desaceleram suas intenções e todo o aparato industrial atrelado ao serviços e comércio acompanha funcionando como uma corda com um imenso peso em nossos pescoços.
    .
    A saída da Dilma refresca o peso mas não há de tirar a nossa corda.
    .
    Tenho uma ideia que jamais vingará pois estamos divididos em crenças,raças,partidos, orientação sexual e nossos políticos salvos de toda essa tragédia e em uma disputa infernal para se salvarem em mandatos onde ficam imunes a tudo e inclusive as leis, acharão uma tolice.
    .
    Quem se interessa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem poderia fazer algo e estaria amparada pela Constituição, seriam as FAAS, mas salvo melhor juízo estão do lado do mal...

      Excluir
  3. QUERIAM O QUE? TODO ÓRGÃO GOVERNAMENTAL TEM EX SINDICALISTA OCUPANDO CARGO DE EXECUTIVO.

    UM BANDO DE APEDEUTAS INCOMPETENTES TOMANDO DECISÕES IMPORTANTES?

    A COMEÇAR PELO POSTE OPINANDO NA ECONOMIA

    DEU NO QUE DEU SEU ABREU

    ResponderExcluir
  4. O congresso está comprado,não tem compromisso com o País. Resta a esperanca da condenação dessa quadrilha, bem como a devolução do dinheiro roubado aos cofres da nação. Quanto aos jovens pelegos e jovens sabujos, preparem o lombo, vocês não sabem se defender de uma inflação alta, desemprego, arrocho salarial. Quero ver sairem às ruas para defender o atual governo. Preparem o lombo, as chicotadas serão muitas.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.