Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Dilma articula última cartada!

Crédito da imagem: Veja

Nelson Barbosa disse em Davos, num frio inverno da Europa, que a CPMF virá como "benefício" (sic) para o povo. Ele quis dizer que, a nova CPMF, iria equilibrar o Orçamento Fiscal de 2016, por isso o sentido do "benefício". Declaração tão idiota não poderia ser para um condutor da política econômica do governo federal. 

Alexandre Tombini, por outro lado, num clima seco de Brasília, anunciava a manutenção da taxa básica de juros Selic em 14,25%. Tudo de acordo com o interesse e conveniência para preparar uma sacanagem para a população. Isto é uma inflação galopante!

Dilma, Barbosa e Tombini estão preparando pacote de medidas que tentará reverter o rumo da economia, que está em depressão, dando estímulo ao crédito. Este filme, já vimos no início do primeiro mandato da Dilma. Crédito fácil e barato oferecido pelas instituições bancárias oficiais como a Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e BNDES, é a fórmula clássica de "sensação de bem estar".

As medidas que serão anunciadas no momento em que a inflação anualizada em 10,67%, com viés de alta. As medidas de estímulo ao crédito vai pegar no contra-pé do desemprego que está a alcançar 14 milhões até o final do ano. As medidas de expansão de crédito virá no quadro de economia em que os juros de cartões de crédito já ultrapassam os 400% ao ano. As medidas do "trio", de estímulos ao crédito será oferecido no meio ao quase 60 milhões de consumidores inadimplentes. Isto é fato!

Sob ponto de vista macroeconômico, a manutenção de juros Selic e oferta abundante de crédito ao consumidor, vai alargar a base monetária, fazendo inflação disparar. Para leigo entender, as medidas que serão anunciadas é como jogar gasolina na fogueira. Isto me lembra as medidas irresponsáveis do Plano Cruzado II do governo Sarney. O resultado das medidas, para quem viveu à época, sabe exatamente onde termina. Governo Sarney terminou o governo com inflação de 80% ao mês.

Uma coisa é cristalina, no meu ponto de vista, o equívoco. As medidas que serão anunciadas pelo governo Dilma vai na direção perigosa. As alternativas que estão sendo colocados pelos notórios articulistas econômicos e encampados pelos partidos de oposição que não diferem da política econômica equivocada da Dilma, diferenciando-se apenas na dosagem das medidas. PT e PSDB são neoliberais.

Brasil não sai desta situação, enquanto o partido da situação e da oposição estiverem disputando o mesmo espaço político e econômico para se saciarem da vontade de se beneficiarem com o dinheiro do contribuinte. É a triste realidade do País, onde situação e oposição disputam apenas a posição de quem "domina" o País. 

Nós temos propostas alternativas, que fica longe dos holofotes da mídia, por motivos óbvios, mas que retratam a necessidades do País. Eu sou um dos portadores desta proposta para o desenvolvimento sustentável do País. Mas, confesso que somos a minoria que vai contra o "establishment" que domina o País, há séculos. Eles não largam o osso tão fácil. 

Ou vamos presos ou vamos ser a "pária" da sociedade brasileira. Triste sina nossa, depois de eu completar 71 anos, na luta democrática, ver pessoas que dão ouvidos aos informes contra minha pessoa, sem devida avaliação. Eu particularmente, sou realizado, fui professor universitário com 25 anos, na UFPR. Nada deixo de patrimônio para meus descendentes, a não ser o exemplo da dignidade.

Estou a construir, junto com os que ajuntam nesta luta,  uma pátria digna de todos brasileiros, incluindo minha neta de 4 anos! O futuro do País é de todo nós, não apenas meu e da minha família! O Brasil é um País viável para pessoas que colocam a pátria antes dos seus interesses próprios! O Brasil merece ter um plano sustentável de desenvolvimento econômico para as próximas gerações!


Vamos parar de disputar quinhão de comida, como gatos famintos e construir um Brasil com uma nova matriz econômica, como as que o novo mundo reclama? O vento minuano vem da Argentina e está a alastrar sobre o Brasil. Estou na direção desse minuano que irá mudar os rumos do País. 

Você vem comigo?

Ossami Sakamori









5 comentários:

  1. Estamos juntos nesse mar revolto cheio de tubarões anencéfalos que se destroem nas suas insanidades egocêntricas sem nenhum vinculo com a pátria ou o próximo ! THE END

    ResponderExcluir
  2. Caro Sakamori, após algum tempo na net, dá para perceber que são poucos que pensam no País. O nosso povo ainda está olhando para o próprio umbigo, infantilmente. não fosse assim nós não estariamos nesta situação. A busca por holofotes é maior do que a real possibilidade de cairmos no mais profundo abismo político.
    O carnaval está chegando e tenho aimpressão que enquanto a maior parte da população vai estar anestesiada pr alcool, drogas sexo ou televisão, a Aberração vai "canetar" feito uma louca. creio que será a pior ressaca da história dos brasileiros.

    ResponderExcluir
  3. Que beleza estes ventos argentinos! Que cheguem em nosso Brasil com sopro de Esperança, pois somos um País viável e cheio de possibilidades e riquezas! Mas a nossa fraqueza mora na ignorância do nosso Povo que teima em caminhar distraído... Grande artigo! Um abraço Saka e juntos na luta por um Brasil melhor!

    ResponderExcluir
  4. Claro que vou consigo e sempre estarei consigo.
    Mas ver os burros, dilma, barbosa e tombini preparando pacote de medidas que tentarão reverter o rumo da economia, acho que devemos ficar muito preocupados com a nossa economia já sem rumo.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns...O Brasil precisa de gente como você

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.