Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Dilma quer se tornar mártir !

Feliz Ano Novo, para os leitores e leitoras!


Hoje, 1º de janeiro de 2016, amanheci com disposição de continuar na trincheira do resgate do País da facção criminosa que tomou o poder da República. A imprensa dá destaque à postagem da presidente Dilma na rede social, em que reconhece a dificuldades que passou em 2015 e se diz esperançoso para o novo ano, se referindo ao que dá início hoje. Disse ainda a Dilma que o País é "maior do que interesses individuais e de grupos"* (vide comentário no rodapé).

Vamos lembrar que Dilma Rousseff foi responsável pelos indicadores negativos do primeiro ano, do segundo mandato como presidente da República. Os indicadores, ainda não são definitivos porque o ano de 2015 fechou ontem, mas dá para considerá-los como verdadeiros, com mínimo de margem de erro. Retração da economia de 3,86% do PIB, taxa Selic de 14,25%, inflação de 10,72% e déficit público de R$ 120 bilhões. 

Ao contrário do que imagina a presidente Dilma, o ano de 2016 será marcado com indicadores negativos, já esperado pelo mercado e pelo próprio governo. Serei irresponsável concordar com alguns números projetados pelo mercado e pelo governo, sem ao menos fazer devido comentário. Venho ajustando os números da economia, baseado em fatos novos que são noticiados na imprensa. 

A recessão pegou fundo. Não há nenhum fato novo, senão a troca de ministro da Fazendo, numa troca de 6 por "meia dúzia". Isto não justifica o otimismo da presidente Dilma. E não será culpa da oposição, como quer presidente insinuar, sobre o atual e o futuro desastre na economia. O País padece da política econômica equivocada do governo Dilma. Aliás, este blog foi aberto para denunciar esses fatos em fevereiro de 2012, já que o editor deste está censurado nos principais jornais de circulação nacional.

A minha primeira estimativa para os indicadores para o ano de 2016, alguns em concordância com o próprio governo e outros em total divergência. A retração da economia do País deverá ser superior a 3% do PIB, taxa Selic de 15%, inflação ligeiramente inferior a 10% (dois dígitos) e "déficit primário" ao redor de R$ 200 bilhões. O mais grave indicador é o desequilíbrio das contas públicas. 

Os indicadores previsto pelo governo e por mim, serão sentidos pela população no decorrer do ano. O desemprego do País deverá atingir entre 14 milhões e 18 milhões até o mês de junho, os juros bancários deverão alcançar percentual maior do que 2015, inflação do bolso de 30% e aumento ou criação de novos impostos. É inexorável o aumento de gasolina no mês de fevereiro, cujo acumulado do ano de 2016, deverá estar acima do índice inflacionário. Está previsto também, o aumento de conta de luz, no mínimo 20% durante o ano. Estes últimos deverão refletir no índice inflacionário no final deste ano.

Para os indicadores econômicos projetados por mim, levou-se em conta a "permanência" da Dilma na presidência da República nos próximos 12 meses. Um eventual impeachment pelo Congresso Nacional ou cassação da chapa Dilma/ Temer pelo TSE, fica totalmente invalidados os indicadores aqui anunciados. O Brasil passa por "crise moral e de credibilidade" com a Dilma na presidência. A política e a economia são dinâmicos. Qualquer alteração no cenário político haverá alteração no cenário econômico. Vocês a terão com antecedência acompanhado de análise deste que escreve. 

Chamo atenção para enigmática fala da  Dilma: "País é maior do que interesses individuais ou de grupos". O Brasil já assistiu dois episódios tristes da vacância de cargo de presidência da República, justificada pelas supostas existência de "inimigos ocultos" que impediram de continuar nos cargos. Refiro-me aos episódios do suicídio do presidente Getúlio Vargas e à renúncia do presidente Jânio Quadros. No meu entender, foram atitudes covardes dos citados presidentes.  A denúncia da Dilma, de existência oculta de indivíduos ou grupos de pessoas querendo desestabilizar o governo é uma tática de guerrilha. É uma justificativa antecipada de eventuais fracassos. 

*Até pode ser a estratégia da Dilma de colocar os "inimigos ocultos" contra ela, na tentativa de entrar na história do Brasil como mártir. Faz parte da personalidade doentia da presidente Dilma, multipolar! Da Dilma pode-se esperar tudo!

Ossami Sakamori












10 comentários:

  1. Eu não ouço mais as falas da Dilma e do Lula. É o único jeito de eu não ficar irritado. Eles usam, realmente, táticas de guerrilha com contra informação. Quem não tem conhecimento real dos fatos acredita piamente em suas palavras. Por isso seu blog, Sakamori, é de suma importância pois o Sr desmascara esse(a| guerrilheiro(a) disfarçados de democratas.

    ResponderExcluir
  2. Prá ela só está faltando o título de "martir, pois todos os outros ela já possuí.

    ResponderExcluir
  3. Essa mulher ainda existe ? Para mim ela vendeu e enterrou o Brasil. Estou esperando a hora do seu funeral.

    ResponderExcluir
  4. Essa mulher ainda existe ? Para mim ela vendeu e enterrou o Brasil. Estou esperando a hora do seu funeral.

    ResponderExcluir
  5. A ponta de um iceberg é somente a ponta, pois a massa maior está imersa, escondida sob a água. Assim é a dona Dilma. Não dá para separar a ponta do todo e o todo é o sistema invisível que comanda, via Foro de São Paulo, a política comunista adotada por ela, para cumprir exigência de seu chefe imediato, que transformou o país numa colônia sino-soviética. Não sai porque tem respaldo do barbudo dissimulado. A história vem desde o começo do século XXI e não terá um bom desfecho, para tristeza das pessoas de bem. Muita gente já começou (indo embora do país), um feliz ano novo em outras nações, que adotaram como nova pátria. Quizera eu ter feito isso quando era jovem. Acreditei que poderia nascer político honesto e, hoje velho e decrépito só resta lamber o que restou a sopa azeda que ficou no prato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço minhas as suas nobres palavras Senhor João Trindade e ainda mais quando escreve:

      "Acreditei que poderia nascer político honesto e, hoje velho e decrépito só resta lamber o que restou a sopa azeda que ficou no prato."

      Bem haja.

      Excluir
  6. Por mim acho que a retração da economia do País deverá ser superior a 5% do PIB ou muito mais até final deste novo ano.
    A recessão vai derrubar-nos, e as despesas inuteis com os Jogos Olimpicos, será a pá que vai cavar nossa sepultura.
    A Grecia quando realizou seus Jogos Olimpicos já estava em recessão mas tal como nós, insistiu e até pediu dinheiro ao FMI. Depois dos Jogos, entrou em bancarrota até hoje.
    Conosco será o mesmo, a Historia se repete.

    ResponderExcluir
  7. dilma, esse ser insignificante quer se tornar mártir? OK, tudo bem. Então vá á cozinha do Palácio do Planalto, escolka uma faca bem afiada, seguidamente diriga-se ao seu quarto, deita-se tranquulamente na cama do estado e corta a veia jugular no pescoço. Espera 10 minutos e pronto, foi-se!

    ResponderExcluir
  8. Se de todas as alternativas falharem para retirar este atual governo e os seus asseclas, a nação brasileira não terá outra alternativa a não ser de restituir o poder pela força, através da luta armada.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.