Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Economia BR. Inflação no mês de janeiro.


À partir de hoje, o salário mínimo está valendo R$ 880. O aumento foi de 8,84% em relação ao do ano de 2015. O salário mínimo produz o efeito cascata na economia, porque muitas tarifas do governo estão indexado ao salário mínimo. O aumento do salário mínimo deve refletir no IPCA de fevereiro. Os produtos de consumo, vão antecipar o aumento para este mês de janeiro.

À partir do dia 9 deste mês, a tarifa básica de transporte coletivo na cidade de São Paulo vai subir de R$ 3,50 para R$ 3,80, com aumento de 8,57%. À partir de amanhã, a tarifa básica de transporte coletivo na cidade de Rio de Janeiro vai passar de R$ 3,40 para R$ 3,80, com aumento de 11,7%. O índice de aumento das tarifas do transporte coletivo das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro entrará na consideração do IPCA do mês de janeiro.

Já está em vigor desde último mês de dezembro, o aumento de impostos sobre bebidas quentes como vinhos e bebidas destiladas. O aumento de impostos traz reflexo no preço de venda dos produtos. Em nível de consumidor, o preço das bebidas quentes deverá elevar em cerca de 10% ou mais.

A presidente Dilma sancionou a lei de conversão da Medida Provisória editada em setembro do ano passado, sobre o aumento de impostos sobre produtos eletrônicos, entre eles os aparelho de telefones celulares. O aumento de PIS/Confins passou de 9,25% para 11,75%. Este aumento já refletiu no aumento do IPCA de novembro do ano passado, mas vale o registro.

Em diversas cidades, os proprietário de veículos estão recebendo o boleto de IPVA de víeuclos, com aumento próximo da inflação de 2015. Os consumidores estão recebendo, também, o boleto de pagamento de IPTU, com valores corrigidos próximo da inflação de 2015. O aumento médio é de 10% em cada um dos impostos citados. 

Os pais de famílias que tem filhos matriculados em escolas particulares, estão recebendo a tabela de reajustes das mensalidades, em média 10%. Os transportes de estudantes, igualmente, estará sendo reajustado, em média 10%. Este reajuste deverá refletir no IPCA de fevereiro e março.

Os contratos de alugueis que vencem este mês, estarão sendo reajustado, acima de 10%. O índice de reajuste oficial de alugueis segue o IGPM, que em novembro registrou 10,69%. Os reajustes de alugueis entram na composição da inflação ao longo do ano. 

Diante de tantos reajustes, os produtos dos supermercados deverão sofrer média de aumento de 10%, já neste mês de janeiro. Os produtos de feiras também deverão sofrer acréscimo acima de 10% por conta do aumento do salário mínimo. Normalmente, os supermercados e feirantes fazem reajustes preventivos, agravando ainda mais a inflação.

Inflação inercial é isto. Os produtos e serviços são reajustados pela inflação passada e não pela expectativa da economia do futuro próximo. Novos reajustes virão com o aumento de combustíveis previsto para o mês de fevereiro ou março próximo. Os reajustes de tarifas de energia virão no decorrer do ano, acima da inflação.

Oficialmente, não há indexação no País, mas na prática, ela existe. A indexação é componente principal da inflação. 

Estão aí, os motivos que me leva a projetar a inflação de 2016, ligeiramente inferior a 10% (dois dígitos), contrariando o governo que projeta inflação de 2016, dentro do "teto da meta" de 6,5%. 

A presidente Dilma disse na rede social, que tem esperanças no ano de 2016. A nossa esperança é que a Dilma esteja fora do governo, ainda no primeiro semestre deste ano. O País não aguenta mais o governo Dilma!

Ossami Sakamori













5 comentários:

  1. Sakamori:

    O aumento do salário mínimo que foi de 8,84% em relação ao do ano de 2015, pelos diversos outros aumentos anunciados já está zerado logo no primeiro mês de 2016.

    Mas, e sempre temos um mas, teremos mais aumentos após janeiro o que nos leva a crer que, não caindo DILMA, o POVO irá massacrar o PT nas eleições de 2016 e depois,nas de 2018.

    Nem o maior ladrão do Brasil, com sua fé em ser re-eleito, conseguirá mudar meu prognóstico.

    Bom para o Brasil!

    Cadeia aos ladrões!

    ResponderExcluir
  2. Salário mínimo no Brasil,é uma equação que une a política e e as caixas registradoras em uma simbiose maligna as intenções propostas de atender as mínimas expectativas de um trabalhador.
    .
    A relação entre o salário mínimo e a falta de qualificação é exponencial.
    .
    Salário mínimo foi criado no mundo para balizar o menor preço que um empregador pode pagar a seu empregado e o menor preço em que o empregado possa vender sua mão de obra.
    .
    Quando em 1939 Getúlio criou o salário mínimo no Brasil a regra básica pensada é que este salário deveria cobrir 10 itens de uma cesta básica regional de gêneros alimentícios.
    .
    A constituição Federal de 1988 conseguiu politicamente inflar essa intenção acrescendo que o salário mínimo deveria cobrir as necessidades básicas vitais ao trabalhador e sua família como:
    Alimentação,Moradia,Educação,Lazer,Vestuário,Higiene,Transporte e Previdência social.
    .
    Partindo desta premissa nosso salário mínimo se tornou um instrumento político de engodo.Haja visto que nos dias de hoje o salário minimo para atender esta gama de necessidades teria que ser de no mínimo R$3.400,00.
    .
    A indexação universal no Brasil do salário mínimo engana as mentes menos avisadas,pois nossos políticos exploram o tema sensível a milhões de brasileiros que vivem desta miséria, que não perceberam que este salário quando aumentado,na verdade só o esta sendo recomposto o ano anterior e que nossos preços são reajustados em mente futura.
    .
    Assim sendo se nossa inflação passada fosse de 20% e o aumento previsto de 21,22% em Janeiro por exemplo, a auto defesa dos comércio,industria e serviços aumentariam seus preços em 27,1% até 30%, pois os mesmos procuram embutir em seus preços a praticarem aumentos reais(ou gananciosos).
    .
    Portanto aumento do salário mínimo virou uma falácia e uma propensão a enganação de muita gente.
    .
    Vejam o truque que este desgoverno que adora manipular informações e mentes desavisadas fez com o salário mínimo:
    .
    Passou para o congresso um salário mínimo de R$871,00 e editou lei o reajustando para R$880,00 coisa meramente inócua ao trabalhador que receberá este aumento de R$9,00 e que terá um impacto negativo de 2,9 bilhões no orçamento não previsto.
    .
    Síntese:
    O SALÁRIO MÍNIMO NO BRASIL além de não atender as expectativas do trabalhador, indexa toda a economia , e é instrumento de propaganda enganosa...

    ResponderExcluir
  3. Eu acredito nos preços reais nas prateleiras e, esses preços me mostram inflação a mais de 30%. O tomate já está no preço de 8,80 o quilo. Esses preço dizem, os comerciantes, ser por causa da chuva, por causa da seca, por causa do frio,...mas o tomate não é cultivado sob proteção? Dentro de galpões cobertos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem tem mais quilometragem de vida se lembra do tempo do s FISCAIS DO SARNEY.Tentaram segurar os preços por decreto e os comerciantes começaram a esconder produtos.Tudo indica que a repetição da novela vai acontecer. Sinto cheiro de vela e pólvora no ar.

      Excluir
    2. Eu lembro! Fila quilométrica para comprar carne, gás de cozinha, gasolina. às vezes ficávamos na fila de um dia para outro para conseguir uma senha para comprar um botijão de gás. Essa m#erd@ do PT acabou com o Plano Real que conseguiu aprumar a economia brasileira.

      Excluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.