Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

domingo, 3 de janeiro de 2016

PT e PSDB travam guerra no Bolsa Família.

Crédito da imagem: Estadão

Um dia é do caçador, outro dia é da caça. A Lei de Diretrizes Orçamentárias, aquela que baliza a Lei de Orçamento Anual de 2016, foi publicado na edição extra do Diário Oficial da União em 31 de dezembro, com veto à correção do Bolsa Família correspondente ao IPCA entre maio de 2014 a novembro de 2015. O governo Dilma rejeita a adoção do IPCA como indexador ao programa "carro chefe".

De acordo com a Lei de Diretrizes Orçamentárias aprovada, prevê gastos no programa Bolsa Família gasto de R$ 28,8 bilhões para atender 13,9 milhões de famílias. Hoje, o programa faz repasse médio mensal de R$ 164 por família. Com o aumento da verba prevista, a renda média mensal das famílias atendidas pelo Bolsa Família passaria para média mensal de R$ 172. O aumento médio mensal por família seria de R$ 8.

A oposição aproveitou para fazer crítica ao governo Dilma, no sentido oposto ao que prevê a Lei de Diretrizes Orçamentárias sancionada pela presidente Dilma. A oposição liderada pelo PSDB/DEM, iniciadora do programa social, ainda no governo FHC, passou da posição de caça para a posição de caçador.

Disse o líder da minoria na Câmara dos Deputados, Bruno Araújo, PSDB/PE: "Se não tivesse cometido tanta irresponsabilidade fiscal, teria evitado mais este constrangimento" se referindo ao aumento pífio no programa Bolsa Família, noticiou Estadão.

O líder do DEM na Câmara dos Deputados, Mendonça Filho, PE, dique que "a medida manda a conta para os mais pobres" sem que haja contrapartida do governo, segundo o jornal Estadão.

"Em momento de grave crise, os primeiros a sofrer são os que mais necessita, ou seja, os beneficiários do Bolsa Família", disse o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, ainda segundo o jornal Estadão.

Inverteu-se a posição entre o PT e PSDB, sobretudo neste primeiro ano do segundo mandado da Dilma. Enquanto se destina verba de R$ 28,8 bilhões para Bolsa Família, o setor bancário e empresas beneficiárias do BNDES, um conjunto de poucas famílias abastadas do Brasil receberão cerca de R$ 250 bilhões de transferência de renda. Esta transferência de renda dos pobres para ricos exacerbou no governo do PT. 

Não custa lembrar que ambas transferências são pagas pelos contribuintes. A política econômica equivocada do governo Dilma custará para cada brasileiro e para cada brasileira, neste ano de 2016, cerca de R$ 1.360. Cada bebê que nasce em 2016, terá que arcar o encargo como cidadão ou cidadã. Triste, mas é a realidade!

No meio do tiroteio entre PT e PSDB, quem paga o pato somos nós, contribuintes. Somos os próprios "patos mancos" da história. 

Ossami Sakamori














8 comentários:

  1. No quesito "pagar o pato",estamos sempre no pódio com louvor!!!

    ResponderExcluir
  2. Filho feio não tem pai.

    Esse bolsa família que pseudo atende mais de 13 milhões de famílias é uma disputa de paternidade inócua.
    .
    Não importa que seja o pai. Nós somos o padrasto que arcamos com as despesas.
    .
    Mas O PSDB tem plena razão em tripudiar em cima do PT de Lula/Dilma&Cia. Estes partidos chamados de esquerda que alucinadamente arguiram para si o ato de subsidiar os tais mais pobres em suas necessidades ínfimas,usaram e abusaram deste programa para colocar um cabresto em milhões de pessoas.
    .
    Estamos em uma guerra onde a informação é vital e mortal.Nossos inimigos fazem o diabo para convencer que são os pais,mas simplesmente adulteraram o DNA do bolsa família, que era para ser uma ajuda passageira e não arma eleitoral, transformada em troca de votos a um sistema que nos afunda ao abismo financeiro e moral.
    .
    Olhar a situação apenas com os olhos vendados nos confundirá e nos dividirá. Exatamente o jogo sujo do engodo...

    ResponderExcluir
  3. O sr tem toda razão, Sakamori. Só não entendo o por quê do PSDB estar entrando nesse debate. Resumidamente para os mais jovens. Na época do FHC(PSDB), a Srª Rute Cardoso(esposa do então Presidente Fernando H Cardoso, como primeira dama, ficou comovida com o fato das crianças trabalharem nas ruas, lixões e feiras livres sem ter tempo para estudar então, ela bolou uma forma de transferir uma mensalidade aos pais dessas crianças que seriam cadastradas sob a condição dessas crianças não faltar as aulas. Essa era a contrapartida: Os pais só recebiam o dinheiro se apresentassem o boletim escolar provando que os alunos frequentavam as aulas e estudavam. Depois ampliaram para o vale gáz e outros benefícios. Cada um benefício tinha um nome.
    Quando Lula foi Presidente da República, a primeira coisa que ele fez foi unificar todos os benefícios que FHC elaborou e chamou de "bolsa família" e ignorou as contrapartidas por ex: obrigatoriedade das crianças estarem na escola. Assim, transformou o bolsa família em uma compra de votos pois muitas famílias foram incluídas pelo PT sem necessidade, mas com o compromisso de votar na sigla, recebiam e ainda recebem o benefício.
    Então o PSDB está entrando em uma fria debatendo esse programa sem divulgar a todos como era sua origem na época de FHC. Do jeito que o bolsa família está e o PSDB defendê-lo sem mudanças, é tudo que o PT quer para em 2018 na época das eleições, divulgar vídeos do Aécio Neves defendendo o reajuste nesse bolsa família. Na guerra de discurso, infelizmente o PSDB perde feio para o PT, ou os dois partidos tem o mesmo intuito.

    ResponderExcluir
  4. Como sempre os custos das políticas equivocadas, dos erros de administração e da roubalheira desenfreada patrocinada pelo PT com, primeiro LULA, depois DILMA, à frente, acabam caindo no bolso dos brasileiros.

    Não é novidade.

    A novidade, agora, é a troca de posições entre o PSDB e o PT. Cada qual se denominando pai do Bolsa Família, trocam suas posições, fazendo ataques àquilo a que até outro dia defendiam.

    PT e PSDB são iguais, não nos enganemos.

    ResponderExcluir
  5. Pronto, nocaute:
    Dilma avalia opção para reajuste do Bolsa Família
    http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,dilma-avalia-opcao-para-reajuste-do-bolsa-familia,1817324

    ResponderExcluir
  6. Os comunistas escondidos sob siglas partidárias enganam o povo usando de todos os tipos de artimanhas. O Brasil está dominado e só tem uma saída, infelizmente. A saída não será pacífica como não foi pacífica e entrada dessa corja no poder.

    ResponderExcluir
  7. A plataforma VOTENAWEB é uma ferramenta usada por parlamentares para consulta popular de seus projetos, que eles usam como balizadora da vontade do eleitorado e de suas atividades parlamentares.

    Votem pelo impeachment:
    www.votenaweb.com.br/projetos/impeachment

    Lembrem-se de que milhões de reais dos nossos impostos são usados para pagar uma milícia virtual que possui muitos perfis, que frauda enquetes, que falseia a verdadeira opinião e vontade da população brasileira.

    *AJUDEM A DIVULGAR*

    ResponderExcluir
  8. A PatifariaBrasil continua em 2016...

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.