Receba novas matérias via e-mail adicionando o endereço

terça-feira, 30 de maio de 2017

Uma carta para presidente Temer



Excelentíssimo Senhor Michel Temer,

Com enorme contrariedade, escrevo estas poucas linhas para solicitar à Vossa Excelência que renuncie ao cargo de presidente da República Federativa do Brasil. Senhor Michel Temer, eu faço, apenas em meu nome, mas representando o sentimento de milhões de pessoas que não o aceitam mais vê-lo representando o povo brasileiro.


Senhor Michel Temer, a última vez que escrevi uma carta semelhante a esta, escrevi-a com muito pesar, à então presidente da República Dilma Rousseff, sua antecessora e companheira de chapa, que o elegeu para o cargo de vice-presidente da República. Só quero lembrá-lo, senhor Michel Temer, Vossa Excelência se elegeu graças aos votos dados a sua ex-companheira, a Dilma Rousseff. 


Senhor Michel Temer, Vossa Excelência, se acha o salvador da pátria, mas o povo não o elegeu para ser presidente da República, de fato. Vossa Excelência, disse após a cassação de mandato da titular, a quem deve o cargo que ocupa, de ter herdado a irresponsabilidade fiscal. No entanto, Vossa Excelência tornou-a permanente para os próximos 20 anos, com a Lei do teto dos gastos.


Senhor presidente, Vossa Excelência tem feito discursos como se fosse o único político capaz de promover as reformas estruturantes que o País estava a carecer.  O objetivo embora necessária, senhor presidente, não é suficiente para impor sacrifícios à população mais do que ela tem capacidade de suportá-lo. Senhor presidente, o País convive com 14 milhões de desempregados e outros tantos sub-empregados, números nunca dantes vistos na história brasileira. 


Senhor Michel Temer, Vossa Excelência, no cargo de presidente da República, cometeu um deslize indigno do cargo que ocupa. Senhor presidente, receber um empresário estelionatário, fora da agenda, na residência oficial da presidência da República, às altas horas da noite, é se igualar ao nível de empresário que o recebeu. Vossa Excelência se defende com argumento de que as gravações feitas pelo empresário estelionatário não vale como prova, mas não desmente o conteúdo da conversa daquela noite.


Vossa Excelência, senhor presidente, faz manobra para proteger o seu auxiliar imediato, o trapalhão, à todo custo, nomeando um novo ministro da Justiça com visível função de defensor dos seus interesses privados das investigações que o Supremo Tribunal Federal mandou instaurar, em razão do conteúdo das conversas gravadas. Senhor presidente, o teor das conversas ao meu ver, não são nada republicanos, pelo contrário, muito comprometedor, e que Vossa Excelência não nega ter existido.


Senhor Michel Temer, Vossa Excelência está considerando o cargo de presidente como se fosse um cargo privativo ao comportando-se com a soberba que lembra bem a sua antecessora Dilma Rousseff.  Vou fazer lembrar à Vossa Excelência que o cargo de presidente da República é do povo brasileiro. Sendo assim, senhor Michel Temer, o cargo que foi lhe confiado pertence aos que lhe confiou de boa fé. 


Definitivamente, senhor Michel Temer, o seu apego ao cargo, custe o que custar, lembra os presidentes anteriores que mancharam a história do Brasil. Michel Temer, Vossa Excelência, entrincheirada no cargo, será em breve mais uma figura triste da história brasileira. Desejo que renuncie com dignidade do que cometer loucuras. 


Senhor presidente Michel Temer, espero que esta seja a única e derradeira  carta que destino ao Palácio do Planalto. 


Sem nenhum apreço! 


Ossami Sakamori


9 comentários:

  1. Excelente carta sr Sakamori. Mas brincando com assunto sério, tenho a resposta do Temer: -Sr Sakamori, por motivos da greve dos correios só hoje, 31/10/2018 recebo sua carta. Li-a com emoção e em certas frases chorei e até derramei lágrimas de crocodilo. Se a tivesse recebido em maio de 2017 teria imediatamente e com presteza renunciado à Presidência da República porém, como escrito acima, não me foi possível fazê-lo. Doravante me esforçarei ao máximo para todos os dias ler seu blog e me orientar como uma bússola no deserto de amigos em que fiquei. Aliás, tenho como amigo leal apenas o Lula que está atualmente de férias em um resort chamado "papuda". Logo farei companhia a ele pois sem foro privilegiado estou a cair nos braços do Moro. Fico agradecido pelos conselhos me dado e quanto ao seu blog, apenas digo: -Tem que manter isso, viu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seus comentários são imperdíveis! kukuku

      Excluir
  2. Boa noite, prof. Sakamori,
    Me permita também subscrever seus dizeres sobre a carta e assinar como um brasileiro que se envergonha de ter nascido aqui, lugar de oportunistas do tipo do destinatário da carta. Não temos rumo, nem identidade, nem vergonha na cara e seremos eternos bundões, sem atitude, com FAAs coniventes e compradas, servindo à outras bandeiras e outros países, com juramentos falsos à bandeira da pátria que juraram defender com a própria vida. Cambuta de filhos da pada...

    ResponderExcluir
  3. Questão do vestibular da Universidade Internacional do Piauí

    Marque a alternativa correta:

    Analisando o cenário político brasileiro atual, com a saída do Presidente Temer, quem seria mais indicado para o período de transição até 2019:

    a) José Sarney

    b) Nelson Jobim

    c) Fernando Collor

    d) Marco Ola

    e) Intervenção militar

    ResponderExcluir
  4. Olah, amigo e consultor professor Sakamori,esse seu artigo, como todos os demais,muito claro, esclarecedor, direto,objetivo, preciso...Temer já assumiu a presidências fadado ao fracasso. Tudo em Temer lembra o fracasso:Sua imagem, sua voz arcaica, sua presença nada marcante, sua pele pálida...e, principalmente, seu NOME. O nome diz muito sobre uma pessoa e trazer a lembrança de temor no próprio nome não poderia ser menos auspicioso. ELE É MENOS QUE NADA; UM ZERO A ESQUERDA. Sou muito grata ao Senhor,por tudo que sabemos e pelo seu empenho em atual em desmascarar essa IMAGEM DO TEMOOOOOOOR. FORA TEMER, JÁ. kukuku

    ResponderExcluir
  5. Disse que não renuncia, pois seria confessar seus malfeitos.
    Na CCJ do Senado aprovam a indicação duma PEC sem o jaboti do PT e vai à plenário no Senado duas vezes e idem na Câmara,,, logo: essa PEC só sai depois do Carnaval de 2018...ano de eleições e não valerá pR 2018 e sim após 2019, quando então a vacância será de 3 anos, para novas eleições diretas...

    ResponderExcluir
  6. País planejado para dar errado, já quando os colonizadores portugueses cá aportaram há 5 séculos. Temos a mesma idade cronológica dos EUA mas estão há 5 séculos-luz à nossa frente,por que lá há ORDEM E PROGRESSO. Aqui só tem corvos e abutres que se dizem patriotas (imaginem se não o fossem).

    ResponderExcluir
  7. E eu incluiria um último parágrafo:

    Senhor presidente Michel Temer, se o cargo de Presidente da República não é privativo e pertence ao povo brasileiro, e o povo brasileiro é cintrário as tais "reformas estruturantes", a vontade do povo brasileiro deve ser respeitada.

    ResponderExcluir
  8. E eu incluiria um último parágrafo:

    Senhor presidente Michel Temer, se o cargo de Presidente da República não é privativo e pertence ao povo brasileiro, e o povo brasileiro é contrário as tais "reformas estruturantes", a vontade do povo brasileiro deve ser respeitada.

    ResponderExcluir

Não há censura ou moderação nos comentários postados aqui.
De acordo com a legislação em vigor, o editor deste blog é responsável solidário pelos comentários postados aqui, inclusive de anônimos.